EXPOSIÇÕES

Valor abstrato

Artista de cifras altas em leilões, o cearense Antonio Bandeira tem setenta obras reunidas no Centro Cultural Correios

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Pedro Oswaldo Cruz/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Integrante da 1ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo, o pintor cearense Antonio Bandeira (1922-1967) é um nome prestigiado no restrito círculo dos estudiosos de artes plásticas. Em 2010, ocupou com estardalhaço o noticiário cultural. Sol sobre Paisagem, o tríptico de telas que ele concluiu um ano antes de morrer, tornou-se, em dezembro daquele ano, a obra mais cara de um artista brasileiro já vendida em um leilão no país. Foi arrematada por cerca de R$ 3,5 milhões ? valor, aliás, não superado até hoje. Recorde à parte, Bandeira é um dos nomes fundamentais do expressionismo abstrato nacional. Sob curadoria de Marcus de Lontra Costa, a individual Da Razão à Sensibilidade, que abre para o público na quinta (9), no Centro Cultural Correios, apresenta um conjunto de suas criações não figurativas. No acervo estão setenta trabalhos, entre aquarelas, desenhos e pinturas. Trata-se de boa oportunidade para conferir um panorama mais amplo da carreira desse artista singular - e altamente valorizado.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 16 de junho. A partir de quinta (9). www.correios.com.br.

Fonte: VEJA RIO