EXPOSIÇÕES

Patrimônio particular

Acervos de três grandes colecionadores ganham exibição em mostras na cidade

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Jaime Acioli/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Três grandes colecionadores do Brasil, o marchand Jean Boghici, o jornalista Roberto Marinho (1904-2003) e o advogado Sérgio Fadel, têm parte de seus acervos franqueada à visitação em duas instituições da cidade. Quem percorre essas exposições, além de entrar em contato com obras de vulto, aprende um pouco mais sobre os seus proprietários. Atração no Museu de Arte do Rio, ✪✪✪ O Colecionador: Arte Brasileira e Internacional na Coleção Boghici mostra a profusão de referências abrigada neste acervo particular. São 136 trabalhos tão distintos quanto o tríptico Natividade (1949), de Antonio Bandeira, e a escultura O Beijo (1900), de Auguste Rodin. Também no MAR, ✪✪✪✪ Vontade Construtiva na Coleção Fadel apresenta 250 criações de, entre outros, Milton Dacosta, Ivan Serpa e Willys de Castro, que ajudam a contar a história do concretismo no Brasil. Nomes expressivos do modernismo, a exemplo de Guignard, Di Cavalcanti, Ismael Nery e Candido Portinari, assinam os 202 trabalhos reunidos em ✪✪✪✪ Um Outro Olhar: Coleção Roberto Marinho, no Paço Imperial.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 2203-1235. → Terça a domingo, 10h às 18h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 1º de setembro (O Colecionador) e 20 de outubro (Vontade Construtiva). Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2093. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 11 de agosto. www.pacoimperial.com.br.

Fonte: VEJA RIO