CIDADE

Academia 24 horas

Cariocas elegem a madrugada para se exercitar na unidade em Ipanema que não fecha as portas. Descubra ainda como o corpo reage a este hábito

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

academia1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Ronney Campos é engenheiro, casado e pai de dois filhos. Um carioca como outros tantos, exceto pelo fato de que ele está todo dia às 4h na academia. "Saio de fininho de casa e faço meus exercícios até umas 5h40. Gosto da madrugada. Volto, tomo banho e ainda levo as crianças para a escola antes de ir trabalhar", conta. Ele é aluno da academia Ipanema Sports Club, do grupo Upper, única aberta 24 horas na cidade. Sócio do empreendimento, Marco Bruno Pederneiras descobriu que Ipanema abriga muitos solteiros, o que o levou a investir no bairro. "Quem não quer ficar mais bonito e aumentar as chances de encontrar alguém?", diz. A ideia do serviço dia e noite, no entanto, veio dos Estados Unidos, onde existem muitas academias que funcionam nesse esquema. "Se você não está conseguindo dormir ou brigou com o namorado, vá cuidar do corpo, da saúde e espairecer", encoraja. Ele próprio, quando tem insônia, recorre ao serviço.

Há duas salas à disposição dos alunos da madrugada: uma de musculação, com 60 aparelhos, e uma de alongamento. Segundo Pederneiras, entre 10 e 15% dos clientes se exercitam na madruga. O horário mais movimentado enquanto a maioria dos cariocas está dormindo é entre meia-noite e duas da manhã. "Fica bem cheio, as pessoas que trabalham até tarde vêm direto do escritório", explica. De 2h às 3h não se vê quase ninguém malhando, mas às 4h30 a academia começa a lotar novamente com quem chega antes de ir para o trabalho.

LEIA MAIS: Um roteiro por estabelecimentos como lanchonetes, bares e supermercados que não têm hora para fechar no Rio

Eram três da manhã quando a reportagem de VEJA Rio chegou à academia para experimentar uma série de exercícios na madruga. Entre a ralação nos aparelhos de ginástica, um bate-papo com Rodrigo Ribeiro, professor da academia no plantão. "Conheço todo mundo que malha nesse horário, geralmente são as mesmas pessoas. Dou assistência aos veteranos e, quando acontece de chegar aluno novo, ajudo com os exercícios", conta. Rodrigo nos passou uma série de adaptação para iniciantes, que deve ser seguida durante um mês: 10 minutos de esteira para aquecer e, em seguida, aparelhos para trabalhar determinados grupamentos musculares - pernas, braços, peitoral, abdômen. Foram duas séries de 12 repetições para cada um dos nove exercícios. Haja disposição na calada da noite.

academia2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Andrea Maria Chaves, funcionária pública, é outra das que têm fôlego de sobra. "Gosto de malhar cedo porque tenho o hábito de dormir cedo. Além disso, as salas e aparelhos estão mais vazios a essa hora", conta Andrea, que vai a pé para a academia todos os dias. "Moro perto, não é perigoso. A essa hora já tem gente andando na rua e taxista circulando", diz. O administrador Renato José Silva, que costuma chegar no mesmo horário, também prefere a calmaria das primeiras horas do dia. "De manhã me sinto mais disposto para malhar. À noite bate o cansaço depois do trabalho, e sempre tenho outras atividades, cursos", diz.

Se malhar de madrugada faz bem? Durante este período ocorrem diversas alterações fisiológicas no organismo: o ritmo do metabolismo muda, bem como a frequência cardíaca e a produção de hormônios, por exemplo. Interromper todo esse ciclo com exercícios não faz bem à saúde, a não ser que eles se tornem um hábito, e sempre naquele mesmo horário. Isto é, esqueça malhar apenas um dia ou outro de madrugada. Estabeleça seu período de atividades físicas na madruga e atenha-se a ele. "Mantendo sempre os mesmos hábitos de sono e de exercícios físicos, o corpo se adapta e funciona no ritmo normal", explica o Dr. Serafim Ferreira Borges, médico do esporte no Clube de Regatas do Flamengo e membro da Câmara Técnica de Medicina do Esporte do CREMERJ (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro). Ele ainda deixa a dica: o ideal é se exercitar de três a cinco vezes por semana, durante pelo menos meia hora, com dois dias para descanso e muita hidratação.

Você teria coragem de malhar de madrugada?

Ipanema Sports Club. Rua Visconde de Pirajá, 161, sobreloja, Ipanema, tel. 2267-3668. Preços: R$ 75 (diária), R$ 170 (semanal), R$ 185 (quinzenal) e R$ 313 (mensal). Taxa de adesão + avaliação funcional: R$ 70. Horário de funcionamento: 24 horas. Sexta: fecha à 1h. Sábado: de 8h às 21h. Domingo: de 9h às 21h. Segunda: abre às 5h.

www.ipanemasportsclub.com

Fonte: VEJA RIO