COTIDIANO

Pão de Açúcar também é cultura

- Atualizado em

cultura-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Símbolo conhecido no mundo inteiro, ícone de leitura fácil e instantânea, de fato quase um desenho de criança, o bondinho do Pão de Açúcar vem merecendo, desde 1912, ano em que começou a funcionar, a atenção de artistas plásticos, poetas e cantores. Já serviu de cenário para filmes estrangeiros, foi decantado em verso e prosa na música popular brasileira e, a cada vez que completa uma data redonda, costuma ganhar uma nova fornada de livros que contam a sua história. Confira algumas das homenagens que ele já recebeu.

cultura-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
cultura-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
cultura-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
BONDINHO DO PÃO DE AÇÚCAR

Gravação de Johnny Alf (foto), 1965 Composição de Armando Cavalcanti e Victor Freire

"Vamos, meu amor/

o bondinho vai subir/

é a nossa hora de sonhar/ hoje o Pão de Açúcar

está mais acolhedor/ tomem seus lugares

no bondinho"

Fonte: VEJA RIO