MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

fotos istockphoto
(Foto: Redação Veja rio)

Nado cachorinho

A natação melhora o condicionamento, fortalece a musculatura e previne a obesidade, sem sobrecarregar as articulações. São benefícios que valem tanto para homens quanto para cachorros. "Indico a prática para animais de todas as raças, com exceção daqueles de focinho curto, que têm dificuldade para respirar", diz a treinadora Elaine Natal, que recomenda a frequência de duas aulas por semana. Coletes infláveis ou boias podem auxiliar a adaptação dos bichinhos mais medrosos, e, na saída da piscina, o totó deve ser lavado para a retirada do cloro. Essa atividade é oferecida no Rio Pet Hotel (20 reais a aula) e no Hotel Bon Voyage (10 reais a aula).

mundo-animal-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
mundo-animal-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Perigo em casa

Quando estão entediados ou à procura de fibras que auxiliem na digestão, cães e gatos frequentemente comem as plantas da casa. "Elas ajudam ainda a acabar com aquelas bolas de pelo que os felinos acumulam na boca", diz o veterinário Flávio Graça, professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense. No entanto, algumas espécies de vegetais que decoram os lares podem causar intoxicação. É o caso de hortênsia, comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge, jiboia, copo-de-leite, bico-de-papagaio, azaleia e espirradeira. Os sintomas mais comuns são vômito e diarreia. É melhor evitá-las ou mantê-las bem longe dos xodós de quatro patas.

mundo-animal-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Viaje com eles

Maquiavel e Foucault são os buldogues-franceses da jornalista Ja­cke­line Mota e do médico Rômulo Elizardo, que viajam sempre com a família toda. Ela relata as aventuras a quatro e dá dicas no blog Viaje Sim. Confira algumas delas.

? Um destino

Visconde de Mauá.

"Tem trilhas ótimas para curtir com os bichos, além de bons hotéis e restaurantes pet friendly."

? Nécessaire

Xampu, toalha, brinquedos, ração, potes e remédios para enjoo, picada e inflamação de ouvido.

? Cuidados

Usar cinto de segurança com adaptador; não alimentar os cães antes da viagem nem durante o trajeto, mas oferecer água sempre.

mundo-animal-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO