MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Aventuras a dois

chico cerchiaro
(Foto: Redação Veja rio)

Jogadora de polo aquático da seleção brasileira, Cecilia Canetti nunca está sozinha em suas estripulias radicais por mares e montanhas. A seu lado vai sempre o labrador Polo, fiel companheiro em trilhas ecológicas, passeios de skate e stand-up paddle. "Essa raça é superativa e amiga. Gosta de nadar, correr e brincar", conta ela, que criou um perfil no Instagram (@caopanheirolabra) e um blog (poloandme.com) para compartilhar a rotina agitada da dupla. Por ora, ele ganhou mais fama que ela. Polo já fez comercial de tênis e é, digamos assim, o garoto-propaganda de uma marca de tags para localizar cães.

Potência em dobro

fotos istockphoto
(Foto: Redação Veja rio)

Referência no lançamento de produtos para animais de estimação, a Pet Rio Vet será realizada na cidade de 20 a 22 deste mês. Entre as novidades da feira há uma máscara de hidratação express e joias confeccionadas para eles. Um dos itens mais curiosos é uma ração para pássaros dita afro­di­sía­ca. À base de pimenta e rico em vitaminas e minerais, o tal alimento renovaria o fôlego das aves tanto no período reprodutivo como na hora de cantar, o que vem a ser o principal quesito avaliado nas competições. Papagaios, canários, sabiás, curiós e trinca-ferros agradecem.

the cartoon bank
(Foto: Redação Veja rio)

O novo Tamagotchi

reprodução
(Foto: Redação Veja rio)

Depois do bichinho eletrônico que foi sucesso na década de 90, chegou a vez de hamsters e furões virtuais caírem nas graças dos cariocas. Lançado no Brasil pelo estúdio francês Beemoov e com o Rio atrás apenas de São Paulo no número de adeptos, o jogo Cromimi permite criar um roedor na web. É um game grátis que dispensa a instalação de programas. Basta entrar no site, escolher o xodó e começar a brincadeira. Entre as tarefas do dono estão a alimentação, o adestramento e os cuidados veterinários com o animal. Além da diversão em si, trata-se de um bom teste para quem pensa em adquirir um dia uma dessas espécies de verdade.

Fonte: VEJA RIO