MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Histórias inusitadas, dicas e curiosidades do universo dos animais de estimação no Rio

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Christophe Simon/image forum/afp
(Foto: Redação Veja rio)

Solte os bichos

Eles também podem ter samba no pé, ou melhor, na pata. Para quem perdeu o já tradicional BloCão de Copacabana, que saiu no domingo passado (16) pela orla do bairro repleto de totós devidamente paramentados, há uma segunda oportunidade de pôr o xodó para brincar. No sábado de Carnaval (1º), vai acontecer o primeiro Blocão da Barra, a partir das 9 da manhã, com trajeto que contorna a Praça do Ó. É bom caprichar no visual do bicho, pois, além da banda ao vivo com direito a marchinha composta especialmente para a ocasião (veja trecho ao lado), haverá um concurso de fantasias que elegerá os foliões de quatro patas mais luxuosos e originais do cortejo. Para se inspirar na hora de enfeitar a fera, confira abaixo alguns modelos fofos à venda em pet shops da cidade.

mundo-animal.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
fotos divulgação
(Foto: Redação Veja rio)
Arquivo pessoal
(Foto: Redação Veja rio)

Palavra de especialista

Meus gatos têm 3 anos e meio, são castrados e se dão muito bem. A eventual adoção de uma fêmea filhote pode quebrar a harmonia entre eles? Gilberto Ioras Zweili, dono de Beethoven e Mozart

A chegada de uma gatinha à casa pode, sim, atrapalhar a convivência dos dois machos, segundo a veterinária Heloísa Justen. "Quanto maior o número de animais no lar, independentemente do sexo, maior o risco de problemas comportamentais", avisa a especialista em felinos. A ansiedade, por exemplo, pode levar os bichos a se estranhar e a urinar em lugares inadequados a fim de demarcar território. "Se a adoção da gata for inevitável, sugiro deixá-la em um cômodo separado da dupla durante um mês, inserindo-a aos poucos na rotina dos veteranos até eles se acostumarem à sua presença", recomenda.

Fonte: VEJA RIO