MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Histórias inusitadas, dicas e curiosidades do universo dos animais de estimação no Rio

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Arquivo pessoal
(Foto: Redação Veja rio)

Duplas ao mar

Importada do Havaí e da Califórnia, a prática do stand-up paddle por cães (e seus donos) entrou para o rol de novidades do verão carioca. "O Rio é a única cidade do mundo que sedia um campeonato dessa modalidade disputado por cachorros", assegura Marco Antônio Totó, idealizador do torneio, que chega à segunda edição neste domingo (16), às 9 horas, no Quebra-Mar da Barra. Serão aceitas quarenta duplas na prova, que consiste em completar um percurso de 300 metros no menor tempo possível, sem poder sentar na prancha nem cair na água. As inscrições serão feitas no local, uma hora antes da competição, mediante doação de 5 quilos de alimento não perecível. Qualquer animal pode participar, desde que não demonstre stress.

Tomás Rangel
(Foto: Redação Veja rio)

Uma ideia refrescante

Seja bípede, seja quadrúpede, todo mundo vem sofrendo com as altas temperaturas que castigam a cidade neste verão. Para aliviar o calor absurdo, uma hospedaria e creche para pets no Leblon aposta em uma espécie de piscina de gelo, que pode ser reproduzida em casa, para refrescar os bichos. "Nem sempre os animais ingerem a quantidade de água necessária para manter o corpo fresco. Espalhar pedrinhas congeladas no chão ajuda a resfriá-los de forma rápida. Eles adoram", diz a veterinária Christiana Noronha, sócia do negócio. Segundo ela, não há perigo de pegarem um resfriado.

Fotos Lionel Falcon
(Foto: Redação Veja rio)

Fim do complexo

Neste sábado (15), a loja Pet Center Marginal, na Barra, abre exposição sobre cães e gatos de rua, fotografados pelo argentino Lionel Falcon. "Precisamos acabar com o complexo de vira-latas", diz a veterinária da rede, Flavia Agostini, que revela quatro vantagens de adotar animais assim:? Graças à mistura genética e à seleção natural, têm menos doenças hereditárias e problemas de pele.

? Por tudo o que já sofreram devido ao abandono, são muito cúmplices.

? Aprendem tudo muito rápido, desde o lugar certo para fazer xixi até truques sofisticados.

? Além de a adoção ser grátis, ONGs sérias entregam bichos já castrados, vermifugados e vacinados.

Fonte: VEJA RIO