MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Histórias inusitadas, dicas e curiosidades do universo dos animais de estimação no Rio

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

Arquivo pessoal
(Foto: Redação Veja rio)
Um gato que gosta de trabalhar

Conhecida pela brasilidade de seus trabalhos, a de­signer Kakau Höfke tem um assistente peculiar: Picasso. Tra­ta-se de um gato adorável e todo preguiçoso, adotado há doze anos, ainda filhote, depois de ter sido encontrado na garagem do prédio da artista plástica. Além de ótima companhia durante as horas de trabalho, o bichano atua como uma espécie de relações-públicas do ateliê de Kakau no Jardim Botânico. "Graças à sua fofura e às travessuras que ele apronta, já conquistei muitos clientes que também amam animais", conta a carioca.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

O cachorro ideal

Antes de comprar ou adotar um cãozinho, é importante pesquisar as características de cada raça para optar por aquela que melhor se adapta ao perfil de cada dono. Para ajudar na escolha, o biólogo Marcelo Szpilman lançou o aplicativo Cachorros ? Guia de Identificação, disponível na Apple Store. Confira abaixo as melhores opções para quem está pensando em ter um novo melhor amigo em casa.

? Crianças: o ideal são pets dóceis e brincalhões, e de pequeno porte, como shih tzu, bichon frisé, lhasa apso, beagle, west highland white terrier,

fox paulistinha, schnauzer miniatura, buldogue inglês e boxer.

? Esportistas: são indicados cachorros de médio a grande porte com boa resistência e que gostem de exercícios ao ar livre. Alguns exemplos: golden retriever, labrador, dálmata, weimaraner e cocker spaniel inglês.

? Idosos: procure por cães de tamanho pequeno e médio, que podem ser levados no colo e não exigem muito esforço na hora de passear. Tipo: buldogue francês, bichon havanês, spitz alemão, yorkshire terrier e chihuahua.

istockphoto
(Foto: Redação Veja rio)
Para não virar sashimi

Mesmo dentro d?água, os peixes também sofrem no verão. Para eles não morrerem, literalmente, de calor, a primeira recomendação é acoplar um refrigerador ao aquário, com termômetro embutido ? a temperatura deve ficar entre 21 e 25 graus. Quando possível, a tampa do recipiente deve ser deixada aberta para que o vapor possa sair sem transformar o ambiente em uma estufa. Mais uma dica: evite locais com iluminação direta, seja do sol ou de lâmpadas. "Ligar um ventilador em frente ao aquário também ajuda, assim como deixá-lo em banho-maria para refrescar", recomenda ainda Aderbal Ximenes, da Maxim?s Fish. "Nunca despeje água muito gelada ou gelo, porque o choque térmico pode matar os animais", alerta o especialista.

Fonte: VEJA RIO