MUNDO ANIMAL

Mundo animal

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

As paixões de Bebeto

Voleio, Ciclone, Ciclone Jr. e Estrela Jr. passam o dia inteiro escutando CDs para aprender a cantar diferentes notas. Os curiós do ex-jogador de futebol Bebeto, hoje deputado estadual, vivem na companhia do yorkshire Robinho, do fox paulistinha Balotelli (em homenagem ao encrenqueiro atacante italiano), da vira-lata Amora e do papagaio Pedrinho. Mas são os pássaros os queridinhos do político. "Gosto de tê-los sempre perto de mim, porque o canto me relaxa e acalma. Até converso com eles", conta Bebeto. Apaixonado por bichos, ele encaminhou ao governador Sérgio Cabral a proposta de criação de uma delegacia especializada na proteção dos animais domésticos.

Gianne Carvalho
(Foto: Redação Veja rio)

O que bombou na rede

Bichos fofos e desengonçados estão entre os temas que mais repercutem na internet. Veja três casos que se tornaram virais em 2013 e se transformaram em tema de conversas.

1) O gato-tubarão não passou despercebido. O vídeo no qual aparece fantasiado, quietinho, em cima de um robô-aspirador que anda sozinho foi visualizado mais de 6 milhões de vezes.

2) Quem não se comoveu com a história do roliço Obie, cão americano da raça dachshund que de tão obeso se arrastava feito cobra ao caminhar? Depois de uma dieta, ele passou de 32 para 13 quilos e voltou

a ser um legítimo salsichinha.

3) A chihuahua Yogurt, apelidada de Pirata por ter apenas um olho, teve sua vida acompanhada de perto por mais de 40 000 seguidores no Instagram, onde aparece com variadas roupinhas e acessórios.

Fotos reprodução
(Foto: Redação Veja rio)

Olha o passarinho

Quer tirar fotos adoráveis do seu animal de estimação? O aplicativo de celular PetSnap, disponível para iOS, a 4,60 reais, atrai o bicho com sons curiosos de forma que ele fixe a atenção no aparelho enquanto é clicado. O programa oferece ainda molduras divertidas. A fotógrafa Shalimar Catramby dá outras dicas a quem quiser clicar o xodó.

? Evite ambientes com muitas distrações, para que o animal não fique agitado.

? Use o flash mesmo quando estiver claro, para que o registro não saia tremido.

? Acione o modo "esporte" da câmera, evitando borrões por causa do movimento.

? Posicione-se na altura do pet. Fotos tiradas de cima para baixo, ou vice-versa, deformam o modelo.

? Dispare sempre mais de um clique, para captar o máximo de expressões.

istockphoto.com
(Foto: Redação Veja rio)
www.cartoonbank.com
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO