Mundo Animal

Marca tem produtos descolados exclusivamente dedicados a gatos

Conheça também a pet shop que oferece banhos cinco estrelas e o mosquito que pode ameaçar a saúde dos cães 

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Gatos Hypados

just for Cats
just for Cats (Foto: Acervo Pessoal)

No que a gente pensa quando ouve falar em Babilônia Feira Hype? Moda, utensílios moderninhos e agora também... artigos para gatos. A ex-economista carioca Renata Palma, que largou o mercado financeiro para se dedicar só aos felinos, vem participando de edições de feiras do tipo (e a próxima Babilônia é neste fim de semana, 29 e 30 de agosto, no Shopping Link, na Barra). Ela é o nome por trás do site Just for Cats e vende produtos artesanais. Bons exemplos são caminhas como as das fotos ao lado, para o bichano tirar sua soneca. “O objetivo é diminuir o stress dos gatinhos”, garante Renata, citando ainda seu arranhador feito de papelão reciclado atóxico e as cabanas de material antialérgico. Todo esse zelo e a paixão pelos pets iniciaram-se em 2008, quando ela ganhou seu primeiro felino. “Foi amor ao primeiro ronronar”, brinca.

Banhos de dar inveja

Aberta no início do mês no Barra Mall, a Mon Pet Chou demonstra ter todo o cuidado com os animais, principalmente no que diz respeito a banho e tosa, mantendo em suas fichas anotações cadastrais como “animal alérgico” e “não passar perfume”. Larissa Almeida, uma das sócias, garante que os métodos utilizados ali em nada lembram os serviços de “lava a jato” da concorrência (confira ao lado), a começar pela supervisão de uma veterinária, pelo uso de xampus que podem ser recomendados pelos donos e por uma webcam on-line para que eles acompanhem os momentos do bicho na loja.

Mon Pet Chou
Mon Pet Chou (Foto: Divulgação)
Infografico-2
Infográfico (Foto: Redação Veja Rio)

Mosquitos versus totós

Praia e calor não formam a melhor das combinações para os cães. Pesquisa da Zoetis, do ramo de saúde animal, revela que as regiões litorâneas do estado são as que mais têm casos de dirofilariose, doença causada pelo chamado verme do coração. Ela afeta artérias e pode levar à morte. Nossa vizinha Niterói é recordista no levantamento, com 58% dos cachorros infectados. O mal, transmitido por mosquitos, gera insuficiência respiratória, provoca emagrecimento e faz a língua ficar escura. Ainda bem que, por apresentar números pouco expressivos, a capital não constou da relação de cidades afetadas.

Verme do Coração
Verme do Coração (Foto: Divulgação)
Infografico
Infográfico (Foto: Redação Veja Rio)

 

Fonte: VEJA RIO