Mundo Animal

Grupo Cachorrada do Bairro Peixoto troca dicas sobre cães na internet

Conheça também tratamentos com células-tronco para cães e gatos e um hotel diferente, em casa, para a bicharada

Por: Daniela Pessoa e Jana Sampaio

A praça é deles

Daniela Barbosa e Alexandra Daval
Daniela Barbosa e Alexandra Daval (Foto: Selmy Yassuda)

Duas dezenas de moradores (às vezes mais) de Copacabana, devidamente acompanhados por seus cães, vêm se encontrando nas pracinhas mais tranquilas da região para relaxar, bater papo e trocar informações. “Viramos amigos graças aos nossos melhores amigos”, conta a publicitária Daniela Barbosa (à direita na foto, com Alexandra Daval). No Facebook, o grupo se chama Cachorrada do Bairro Peixoto. As pessoas costumam trocar fotos, dicas de ração e de serviços. Tornou-se hit um conselho sobre limpeza: ao chegar em casa, dissolva duas colheres de vinagre em 1 litro de água e, com um pano, passe a solução no pelo e nas patas do bicho. O método ajuda ainda a prevenir pulgas. Na semana passada, a turma se reuniu para uma festa julina, com direito a casamento canino. Agora o desejo é abrir um parcão ali.

Hotel particular

Chegando ao Rio neste ano, o site www.doghero.com.br busca pessoas interessadas em hospedar cães, gatos, pássaros e até coelhos enquanto os donos viajam. Funciona assim: o cliente entra na página e escolhe um anfitrião. Em seguida, agenda e reserva a data em que o pet ficará hospedado, efetuando o pagamento através do próprio site. E o último passo é levar o bicho até o lar provisório. Já são 320 pessoas cadastradas na cidade, e os preços variam de 35 reais a 80 reais por noite.

Hotel para bichos de estimação
Hotel para bichos de estimação (Foto: iStock)
Ilustracao
(Foto: Drew Dernavich/The Cartoon Bank)

Células que curam

Tremendo avanço na medicina, as células-­tronco também oferecem benefícios na veterinária. São a chave para curar lesões na medula, fraturas mal consolidadas e doenças como artrose e insuficiência renal. A boa notícia é que está sendo instalado no Rio o primeiro laboratório de terapia celular animal do estado, na Coppe, da URFJ, na Ilha. Em breve será disponibilizado material biológico para cães, gatos e equinos. Em média, cada injeção custará 1 000 reais.

Laboratório
Primeiro laboratório de terapia celular animal do estado (Foto: Fabiano Accorsi)

Fonte: VEJA RIO