árabe

Tradicional, Harad amplia domínios na Cobal

Antes relegado apenas ao quiosque, árabe ocupa salão e oferece cervejas e petiscos

Por: Rafael Cavalieri - Atualizado em

Harad
O novo salão: reduto cervejeiro (Foto: Lipe Borges)

Muito procurado para aquele lanche de qualquer hora, o balcão de petiscos árabes na Cobal do Humaitá vive apinhado de gente. Há dois meses, o Harad cresceu, abrindo espaço para outra clientela: a dos bares, como os vizinhos Joaquina e Antiga Mercearia. O negócio espalhou-se por uma loja ao lado, ganhou mesas e passou a oferecer uma pequena seleção de cervejas artesanais. A parede revestida de caixas de vinho, lembrança de um antigo ocupante do espaço, foi coberta de cartazes de temas cervejeiros.

+ Veja os demais destaques de bares do Rio

O novo ambiente é um convite à happy hour. Quibes e esfihas (R$ 4,00 a unidade de qualquer sabor) podem servir de tira-­gosto para o bem tirado chope Brahma (R$ 5,50 na tulipa de 300 mililitros). Outras pedidas são a encorpada belga Leffe Blonde (R$ 12,00; 330 mililitros) e a paulista Colorado Indica (R$ 25,00; 600 mililitros), uma IPA com adição de rapadura.

+ Lemonade leva drinques inventivos e ambiente descontraído para a Barra

Além dos salgados típicos, um petisco saboroso para acompanhar qualquer escolha é a linguiça de cordeiro (R$ 19,00). O sabor intenso do embutido é quebrado por geleia de hortelã. Quibes e esfihas ainda chegam em versão míni (R$ 15,50), assim como a saborosa cafta (R$ 16,50), todos servidos em porções de dez unidades. Na hora do almoço, a frequência é garantida pelas sugestões de almoço executivo, entre 12h e 15h, por R$ 24,90.

+ Bar do Elias também tem cardápio árabe. Confira

Rua Voluntários da Pátria, 448 (Cobal do Humaitá), ☎ 2286-2717 (60 lugares). 9h/0h (sex. e sáb. até 1h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2014.

Fonte: VEJA RIO