Porco é vida

Suculento, pernil estrela petiscos pela cidade

Seja recheando sanduíches, na massa de bolinhos ou simplesmente fatiado, o corte suíno tem uma legião de fãs

Por: Rafael Cavalieri

Frederico
Bolinho croc croc: criação de Elba Ximenes (Foto: Felipe Fittipaldi)
  • Cachaçarias

    Academia da Cachaça

    Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon

    Tel: (21) 2529 2680 ou (21) 2239 1542

    Veja Rio
    Sem avaliação

    A carta com mais de 100 rótulos de cachaça é abastecida pela sommelière consultora Deise Novakoski, mas o negócio também goza de merecida fama por seu cardápio de petiscos e pratos bem brasileiros. O começo passa pela empada de queijo de coalho e alecrim (R$ 9,90) ou pelo caldinho de feijão com salsinha e bacon frito (R$ 13,90, 140 mililitros). Para dividir, opte pelo combinadinho (R$ 30,80), com bolinhas de carne e queijo, mandioca e coxinha de galinha. Entre os pratos principais figuram o escondidinho de carne de charque desfiada, purê de aipim e requeijão gratinado (R$ 36,90) e o arrumadinho de carne de sol (R$ 39,90), servido com farofa, tempero verde e feijão-de-corda (R$ 39,90). A feijoada (R$ 94,50) é um sucesso. Na panela de barro, chegam charque, costelinha, lombo, paio e linguiça fina, acompanhados de arroz, couve, farofa, laranja e uma dose de cachaça com mel. Quem tem tempo de esperar 25 minutos pela sobremesa é recompensado pela torta quente de queijo com goiabada (R$ 19,90).

    Preços checados em julho de 2016

    Saiba mais
  • Bares variados

    Boteco Cabidinho

    Rua Paulo Barreto, 65, Botafogo

    Tel: (21) 2539 8737

    Sem avaliação

    Saideira, pós-expediente, início de noite, qualquer hora é hora para visitar o endereço, aberto durante as 24 horas do dia. Fique de olho: tem promoção de garotinho (R$ 5,30) e tulipa (R$ 5,50) todos os dias, entre 12h e 23h. Fora desse horário, o chope Brahma, sempre gelado, é servido no preço usual (R$ 8,90, 300 mililitros; R$ 6,50, 200 mililitros). Entre os saborosos petiscos disponíveis, têm boa saída as empadas abertas de camarão com catupiry (R$ 13,00), bacalhau (R$ 11,40) e siri (R$ 12,50). Para dividir, uma boa aposta é o escondidinho de frango (R$ 36,00). Dica boêmia: o serviço de entregas funciona até as 3h da madrugada.

    Saiba mais
  • Botero em Pé

    Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 1313, Copacabana

    Tel: (21) 3235 6314

    1 avaliação

    Ao abrir as portas do Botero, em 2012, o chef Bruno Magalhães contribuiu para revitalizar um espaço tradicional da cidade: o Mercadinho São José, em Laranjeiras. A casa cresceu e ganhou no início do mês a primeira filial. O “sobrenome” em Pé já entrega que a proposta no ponto em Copacabana é diferente. Inicialmente instalado apenas até dezembro no imóvel onde antes funcionou a casa de sucos do Kiosque do Português, o bar investiu em pequenos balcões e mesas de bistrô. No salão de decoração simples, cartazes com uma figura rechonchuda, à moda do pintor colombiano Fernando Botero, tomam as paredes. Nos impressos também se leem frases de cunho boêmio-revolucionário, como “o bar é a maternidade das ideias perigosas” ou “o que se grita nas ruas se grita antes no bar”. Diferenças com a matriz à parte, a comida continua muito boa.

    São quatro as opções de sanduíche. Principal petisco da casa, o stracotto, uma costela cozida na cerveja, ganha a companhia de compota de cebola e queijo de minas padrão ao rechear a baguete (R$ 16,00). O botero burger (R$ 19,00) trouxe 160 gramas de um blend de acém, peito e bacon no ponto correto, além de aïoli e da adição de bacon à mesma compota do sanduba anterior. Três sugestões de cerveja em long neck para acompanhamento: Heineken (R$ 8,00), a aromática witbier carioca Jeffrey (R$ 15,00) e a potente IPA da americana Brooklyn (R$ 20,00).  

    Saiba mais
  • Bares variados

    Cervantes Copacabana

    Avenida Prado Júnior, 335, Copacabana

    Tel: (21) 2275 6147 ou (21) 2542 9287

    Sem avaliação

    Famoso pelos sanduíches fartos, mas também pelo horário elástico disponível para quem quer tomar uma saideira, o ponto em Copacabana é uma instituição da boemia carioca. Nas mesas do salão ou em pé no balcão, peça a caldeireta de chope Brahma bem tirado (R$ 8,00; 350 mililitros). Clássico absoluto da casa, o sanduíche de pernil com queijo e abacaxi custa R$ 23,00. Acompanhamento para a pedida, as sequinhas e crocantes batatas portuguesas são servidas por R$ 16,00.

    Preços checados em 25 de abril de 2016

    Saiba mais
  • Bares variados

    Chico & Alaíde

    Rua Dias Ferreira, 679, Leblon

    Tel: (21) 2512 0028

    Sem avaliação

    O espaço comprido em um extremo da Rua Dias Ferreira é batizado e comandado por dois personagens ilustres da crônica de botequim carioca. Francisco Chagas e Alaíde Costa destacaram-se, respectivamente, como garçom (e exímio tirador de chope) e cozinheira do Bracarense, também no bairro. A fama foi tanta que os dois abriram um empreendimento próprio. Lá, são servidos instigantes tira-gostos dela, a exemplo do bolinho da alaíde (R$ 6,30), com massa de aipim, camarões e catupiry, e do choquinho (R$ 19,00), salgado de camarão graúdo com catupiry, salpicado de batata palha. Sob a supervisão de Chico, o chope é tirado depois de passar pela serpentina mergulhada no gelo. Da Brahma, custa R$ 9,80, na caldeireta de 400 mililitros. Outras sugestões com bom público são a clássicas caipirinha (R$ 14,00) e a caipivodca de caju (R$ 16,50). 

    Saiba mais
  • Drinques

    Escobar Leblon

    Avenida General San Martin, 359, Leblon

    Tel: (21) 2259 9482

    Sem avaliação

    Em uma nobre esquina do Leblon, entre a Avenida General San Martin e a Rua Carlos Góis, o negócio de Miguel Haegler Abitbol, Rafael Sampaio e Fred Weissmann exibe cardápio de receitas com influência de cozinhas sul-americanas e inventiva carta de drinques. A decoração é discreta e a luz, baixa. É aposta acertada para abrir os trabalhos o excelente tiradito de namorado (R$ 26,00), feito com finas fatias do peixe, tiras de limão-galego, pimenta-biquinho, brotos e palha de pão árabe. Com o mesmo peixe, o ceviche (R$ 24,00) foge do lugar comum ao usar como base um vinagrete oriental de maracujá e molho de soja. Entre os pedidos quentes, prove o anticucho de polvo (R$ 30,00), espetinhos do molusco embebidos em especiarias e vinagrete de nirá. Na ala dos bebes, a curta carta de cervejas oferece dezesseis rótulos interessantes, a exemplo da lager jamaicana Red Stripe (R$ 18,00, 310 mililitros). Entre os drinques, o pisco sour pode vir na versão tradicional ou frozen (R$ 20,00 o pedido). Já o mojito de tomat­e-cereja (R$ 22,00), pedida mais exótica, leva rum com infusão de tomate seco e manjericão. Clássico do México, a margarita também sai do lugar-comum ao combinar maracujá com sal de baunilha (R$ 25,00). O 2º andar pode ser reservado para festas com DJ.

    Saiba mais
  • Frederico

    Rua Siqueira Campos, 230, Copacabana

    Tel: (21) 2547 1787

    Veja Rio
    Sem avaliação

    Pequeno e charmoso, o lugar tem um toque mineiro, inspiração da terra natal da proprietária e chef Elba Ximenes. Nas paredes, imagens variadas do padroeiro da cidade, São Sebastião, dividem espaço com o quadro-negro, no qual se alternam frases inspiradoras e sugestões do cardápio. No almoço, as novidades são diárias. Preparos de carne (R$ 29,00), frango ou peixe (R$ 25,00 cada pedido) podem ganhar saborosas guarnições de creme de aipim com queijo curado e batata-doce com castanha. Na happy hour, têm seus fãs os bolinhos de queijo da Serra da Canastra, pernil e torresmo (R$ 24,00, seis unidades) e de bacalhau com banana-da-terra (R$ 24,00, com quatro). A caipirinha (R$ 15,00) ganha versões de frutas vermelhas e de tangerina com gengibre — com vodca Smirnoff, o pedido sobe para R$ 19,00. Especialidade local, a jarina (R$ 20,00) é uma mistura de anis, cachaça, damasco e frutas vermelhas. Do freezer chegam geladas especiais, a exemplo da Avena Noi (R$ 38,00, 600 mililitros), da amarga Amnésia Mistura Clássica (R$ 38,00, 300 mililitros) e da Paquetá (R$ 38,00, 600 mililitros). Preço verificado em julho de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO