docinho

Licor se torna ingrediente coringa em drinques

Bebida que traz cor e sabor é ultizada em três criações dos bares cariocas

Por: Rafael Cavalieri

Caverna 

Inventado por Miguel Paes, o kir tiver (R$ 28,00) é uma brincadeira com o clássico kir royal. Além do espumante e do licor de cassis, o preparo leva ainda abacaxi, calda de amêndoa e aroma de limão-siciliano.

Rio Scenarium
Leonora: novidade no Rio Scenarium (Foto: Studio Prime)

Rio Scenarium 

Na casa, a programação musical é a principal atração. Para acompanhá-la, há novidades na carta de drinques. Entre os recém-chegados encontram-se quatro sugestões com nome de personagens de ópera. A leonora (R$ 25,00), homenagem à obra do italiano Ferdinando Paer, leva uísque, sucos de limão e abacaxi, além do clássico licor italiano Frangelico, com notas de avelã.

+ Bar D'Hôtel apresenta novidades na carta de drinques

Stuzzi 

Em meio às boas opções na seção de drinques do gastrobar no Leblon, destaca-se o segreto (R$ 30,80). A criação reúne vodca de rosas com infusão de hibisco, Aperol, abacaxi, sour mix e Southern Comfort, delicioso e potente licor à base de uísque americano.

Fonte: VEJA RIO