Trufas negras

Iguarias italianas no boteco

O Pra Vadiar, botequim de influência italiana, monta menu degustação com as caras e aromáticas trufas negras

Por: Rafael Cavalieri

Flã de baroa com trufa negra: entrada do menu degustação
(Foto: Stefano Saccani)

A turma que sente saudade do chão coberto de serragem e do ovo rosa aniversariando sobre o balcão vai espumar. De raiva. No Pra Vadiar, o cardápio até traz petiscos típicos de boteco, a exemplo do caldinho de feijão (R$ 12,00) e do jiló recheado (R$ 29,00, quatro unidades com bacalhau, carne-seca ou calabresa). Mas a novidade por lá é o menu degustação com receitas à base de trufas negras. Isso mesmo: após recente viagem à sua terra natal, o chef italiano Renato Ialenti trouxe na mala os aromáticos (e caros) cogumelos. Com as iguarias, montou um menu de quatro etapas, que também podem ser pedidas em separado, oferecido por R$ 350,00. Dica para começar, o flã de batata-baroa ao molho de parmesão (R$ 75,00, em separado) impressiona pela leveza. O talharim artesanal (R$ 120,00), de produção própria, como todas as demais massas, traz as trufas junto a funghi porcini e guanciale, bochecha curada de porco negro. O prato principal é um fricassé de cordeiro (R$ 120,00). Na sobremesa, as trufas compõem a crescionda de cioccolato (R$ 35,00), doce da Úmbria à base de chocolate amargo, biscoito e creme inglês. Boa pedida para acompanhar, o vinho italiano Vitiano 2011 (R$ 90,00) é um aromático corte de merlot, cabernet sauvignon e sangiovese.

Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 1241, loja D, Copacabana, ☎ 2287-4226, ↕ Cantagalo (65 lugares). 9h/1h (fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2014.

Fonte: VEJA RIO