BARES

Samba com feijão, uma tradição

Quatro endereços da cidade que oferecem a popular dobradinha de feijoada com rodas de música ao vivo

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Fábio Mangabeira (pandeiro), Alexander Landau (copo)
(Foto: Redação Veja rio)

Antigamente

Sempre aos sábados, a casa no Centro promove rodas de samba (lideradas pelo grupo Bem-Te-Vi) e choro (grupo Panela de Barro) intercaladas, entre as 14h30 e as 17h30. O couvert artístico não é cobrado e a feijoada pode ser individual (R$ 32,90) ou dupla (R$ 52,90).

Rua do Ouvidor, 43, Centro, ☎ 2507-5040. 11h30/0h (sáb. até 18h; fecha dom.)

Barzinho

Durante a Feira do Rio Antigo, que acontece no primeiro sábado do mês, o endereço abriga o Feijão Lavradinho, com música aos cuidados do grupo Samba de Boteco, a partir das 13h. Até as 15h, o valor para a apresentação e para a feijoada é de R$ 50,00 ? depois disso pula para R$ 60,00.

Rua do Lavradio, 170, Lapa, ☎ 2221-4709. Sábado (6), a partir das 13h.

Casarão Ameno Resedá

Quem orienta o preparo da feijoada, servida sempre no primeiro domingo do mês, é o chef francês Frédéric Monnier. No salão, o repertório é defendido por um quinteto liderado pelo cantor Makley Matos. O programa custa R$ 60,00 por pessoa, sem incluir bebidas.

Rua Bento Lisboa, 52, Catete, ☎ 2274-2427. Domingo (7), 13h/18h.

Império da Tijuca.

Na quadra, as baianas da escola de samba são responsáveis pelas panelas, enquanto a música é assunto para o intérprete Pixulé, à frente da bateria Sinfonia Imperial. A R$ 30,00 por pessoa. Rua Medeiros Pássaro, 84, Tijuca, ☎ 2570-0364. Sábado (6), a partir das 13h.

Fonte: VEJA RIO