relaxante

Drinques com chá se tornam tendência nos bares

Normalmente utilizado quente para encerrar refeições, bebida ganha destaque nas coqueteleiras cariocas

Por: Rafael Cavalieri

Caverna
Novidade no Caverna: o mrs dalloway é servido por R$ 28,00 (Foto: Felipe Fittipaldi)

Caverna 

Com o nome emprestado do conhecido romance de Virginia Woolf, o mrs dalloway é servido em um curioso copo de formato hexagonal. A bebida reúne chá de hibisco, vodca, vermutes tinto e branco e uma calda de rosas artesanal (R$ 28,00).

Sweet Child do Meza Bar
Sweet Child do Meza Bar (Foto: RioFoto)

Meza Bar

Pioneiro na cidade, o gastrobar conta com boas novidades na carta de drinques. Não deixe de provar o sweet child (R$ 26,00). Servida em charmosa caneca, a criação leva Jack Daniel’s, vodca com infusão de baunilha, redução de chá de blueberry, café e xarope de marshmallow tostado.

+ Confira os demais destaques de bares da cidade

Noo

Purinhas são a especialidade local. Mas a carta de drinques também exibe boas sugestões. Uma delas é o lê cachacê (R$ 18,00), com licor francês Hpnotiq, cachaça, uva e chá-verde com limão.

Stuzzi
Poncedi prugna: drinque no Stuzzi (Foto: Alle Vidal)

Stuzzi 

Na carta deste descolado reduto no Leblon, há poucas e boas opções de drinque com chá. O principessa (R$ 28,90) combina cachaça, xarope de tangerina, gengibre, suco de limão-siciliano e chá de capim-limão.

Usina 47

Uma atraente seleção de variações em torno do gim-tônica faz parte da carta de drinques da casa. A criação batizada de gerador traz o destilado combinado a vinho do Porto branco, chás de frutas vermelhas e de limão com hortelã, Angostura e tônica (R$ 34,00).

Fonte: VEJA RIO