do brasil

Drinques com caju inspiram os bares cariocas

Fruta de sabor único é incorporada em criações originais e em releituras. Confira os destaques

Por: Rafael Cavalieri

Astor
Caju amigo: releitura do clássico no Astor (Foto: Divulgação)

Astor

Drinque criado em São Paulo na década de 50, o caju amigo ganhou versão chique na casa de frente para a Praia de Ipanema. Em vez do caju inteiro com cachaça no copo, é servida uma mistura de vodca, suco e compota da fruta, com bastante gelo (R$ 22,00).

+ Veja os demais destaques de bares da cidade

Complex Esquina 111

Na seção dos long drinks, o pedido de número 1 combina rum envelhecido, caju, sucos de tangerina e laranja, gengibre e calda de tomilho (R$ 26,00).

Volta_
Cajuísque: destaque do Volta (Foto: Rodrigo Azevedo)

Volta

Há quem visite o restaurante apenas para explorar a carta de drinques elaborada por Jean Ponce. Nela, o cajuisque (R$ 27,00) é um dos itens mais pedidos. O nome entrega parte da receita, união de Jack Daniel’s com a fruta fresca macerada e um toque de suco de limão.

Fonte: VEJA RIO