roendo o osso

Costela é destaque nos cardápios dos bares pelo Rio

Bovino, suíno, inteiro, desfiado ou recheando salgados, o corte, prestigiado entre os cariocas, pode ser encontrado em oito casas da cidade

Por: Rafael Cavalieri

Aconchego Carioca
Costelinha com goiabada: delícia do Aconchego (Foto: Berg Silva)

Aconchego Carioca

A casa de Kátia Barbosa é sempre lembrada pelos bolinhos, premiados na edição especial COMER & BEBER de 2014, publicada por VEJA RIO. Foi lá que nasceu o tão copiado salgado de feijoada (R$ 24,00, quatro unidades). No mais conhecido reduto da Praça da Bandeira, uma pedida espetacular entre os pratos principais é a costelinha de porco na goiabada (R$ 68,00). Os nacos, laqueados com molho de goiabada cremosa, são servidos com arroz e pastel de angu recheado de requeijão de ervas. A carta de cervejas conta com muitos rótulos artesanais, além de dicas comuns, como a Heineken (R$ 9,00, 600 mililitros). Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira, ☎ 2273-1035 (96 lugares). 12h/23h (dom. até 17h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2002.

Bar da Frente
Porquinho no quimono: vencedor do Comida di Buteco 2014 (Foto: Marcos Pinto)

Bar da Frente

Comandado por Valéria e Mariana Rezende, mãe e filha, o bar ocupa o espaço onde nasceu o Aconchego Carioca, hoje em um ponto maior, do outro lado da rua. Petisco vencedor no concurso Comida di Buteco, o porquinho no quimono é uma porção com seis unidades de rolinho primavera recheado de costela suína defumada e requeijão de ervas, ladeada por molho à base de melado(R$ 26,00). Acompanhe a pedida com uma das cinquenta opções de cervejas artesanais brasileiras da carta. Os fãs de IPA podem apostar na niteroiense Noi Amara (R$ 32,00, 600 mililitros). Na linha mais simples, e barata, a Original sai por R$ 9,50 (600 mililitros). Rua Barão de Iguatemi, 388, Praça da Bandeira, ☎ 2502-0176 (28 lugares). 12h/22h (dom. até 16h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2009.

Bar Manchete

O nome é inspirado na gráfica da Bloch Editores, que ficava perto do ponto e imprimia a extinta revista Manchete. Maria Selma de Sousa Santos, a proprietária, estende a homenagem à decoração, composta de antigas máquinas de escrever e capas históricas da revista. Nesse ambiente bebe-se chope Brahma na tulipa (R$ 5,00, 300 mililitros) ou na caneca zero grau(R$ 6,50, 310 mililitros). Na ala dos petiscos, o bolinho de aipim ganhou recheio de costela desfiada (R$ 4,00). Rua Correia Vasques, 6, Estácio, ☎ 2502-6504(72 lugares). 11h/23h30 (sex. e sáb. até 1h; fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2012.

+ The Hellish Pub abre as portas na Praça da Bandeira. Confira

Cine Botequim

Produções e personagens cinematográficos são a inspiração maior para este endereço no Centro. A influência vai da decoração ao cardápio, passando pela programação de filmes exibida por lá. Entre os comes, as coxinhas são as especialidades locais. No cardápio, elas ganharam uma seção batizada de liga das coxinhas, repleta de opções batizadas com nomes tirados das telas. O frango, recheio tradicional, aparece na capitão nascimento, mas com a adição inusitada de curry, calabresa, alecrim e provolone. Já a spartacus leva costela bovina desfiada com queijo. Cada pedido custa R$ 7,90. A carta de cervejas artesanais ganhou reforços e agora conta com cerca de noventa rótulos, entre nacionais e importados. Do primeiro time, vale a pedida a Funk IPA, uma session bem leve da carioca 2Cabeças (R$ 15,90, 355 mililitros). Rua Conselheiro Saraiva, 39, Centro, ↕Uruguaiana, ☎2253-1414 (120 lugares). 11h30/23h (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. www.cinebotequim.com.br. Aberto em 2010.

Costello da Barra

Com ambiente vintage reforçado por quadros e televisores antigos em sua decoração, tem pelo menos duas noites de animação extra na semana. Nas quintas, um cantor ao violão acompanha quem quiser se aventurar no karaokê. Sábado é dia de banda ao vivo tocando clássicos do pop rock, a partir das 22h. Para acompanhar o chope Brahma na caneca de 350 mililitros a zero grau (R$ 7,20), o carro-­chefe da casa é a costela do costello (R$ 35,90): em formato de fogueira, seis ripas de costelinha de porco com alho-poró e molho barbecue. Avenida das Américas, 3500, bloco 6, loja A (Centro Empresarial Le Monde), Barra, ☎ 3495-4401 (110 lugares). 12h/16h (qui. e sex. até 0h; sáb. 18h/1h; dom. 12h/17h). Couvert art. R$ 5,00 (qui.) e R$ 15,00 (sáb.). Cc: todos. Cd: todos.Aberto em 2010.

Meza Bar
Costelinha com purê de dois limões: pedida deliciosa (Foto: Rio Foto)

Meza Bar

Drinques elaborados e cardápio diferenciado não faziam parte do dia a dia do carioca quando o Meza abriu as portas. No fim do ano passado, pela primeira vez desde a inauguração, houve mudanças no cardápio. O novo chef, Bruno Faro, criou duas opções com costelinha de porco. A primeira é um sanduíche com a carne desfiada combinada a cebola-roxa, coentro e pimenta dedo-de-moça, servido na broa de milho (R$ 36,00). A outra dica traz a costela assada por horas na cerveja, levada à mesa desossada, levemente adocicada, em agradável contraste com o purê de dois limões (R$ 39,00). Sugestão na carta de drinques, o asia soda pop (R$ 24,00) combina vodca Ketel One, capim-limão, abacaxi, gengibre e soda. Rua Capitão Salomão, 69, Humaitá, ☎ 3239-1951(80 lugares). 10h/1h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2008.

+ Veja os demais destaques de bares da cidade

Nordestino Carioca

Da cozinha, comandada pelos proprietários Iracema Gonçalves e Roberto Araújo, saem alguns dos melhores pratos de comida nordestina da cidade. O baião de dois é pedida imperdível. O prato, feito com feijão-de-corda, arroz, queijo de coalho e linguiça, pode ser combinado a acompanhamentos como galinha caipira à cabidela, picanha de sol ou, olha ela aí, costela de porco na brasa (R$ 78,00 cada sugestão). Outra dica imperdível é o cordeiro ensopado, que vem com farofa de cuscuz com ovo (R$ 85,00), opção exaltada pelo premiado chef francês Claude Troisgros. Todas as sugestões ficam muito bem escoltadas por cascos gelados de Original ou Bohemia (R$ 10,00, 600 mililitros). Avenida Sargento Carlos Argemiro Camargo, 49, Jacarepaguá, ☎ 3412-3353 (60 lugares). 11h/22h(sex. e sáb. até 0h; dom.até 18h; fecha seg.).Cc: todos. Cd: todos. www.nordestinocarioca.com.br. Aberto em 2005.

Zinho Bier
Costela no Bafo: atração principal do Zinho Bier (Foto: Maria Mattos)

Zinho Bier

Dois andares acomodam a clientela. No 1º piso, ventiladores amenizam o calor no espaço onde, no fim de tarde, músicos fazem ao vivo a trilha sonora. Quem sobe as escadas, próximo do balcão e da churrasqueira, chega ao salão com ar-­condicionado. Em qualquer lugar, peça logo um chope Brahma(R$ 5,50, 350 mililitros) para abrir os trabalhos. Da brasa saem as principais criações no cardápio. Estrelas locais, as costelas são preparadas ao longo de 24 horas. Passam as primeiras doze horas em uma marinada de temperos e depois são assadas no bafo, sob temperatura controlada. Como resultado desse tratamento cuidadoso, chegam à mesa descolando do osso. A pedida de carne tipo angus para três pessoas sai a R$ 120,00, ladeada por cebola temperada, farofa de ovos e pão de alho. Corte nobre, a paleta de cordeiro (R$ 130,00) é guarnecida de batatas portuguesas, arroz de brócolis e farofa de ovos. Rua São Luiz Gonzaga, 2330, Benfica, ☎ 3890-1704 (230 lugares). 11h/1h (seg. até 16h; ter. e qui.até 23h; dom. até 22h). Cc: todos. Cd: todos.www.zinhobier.com.br. Aberto em 1998.

Fonte: VEJA RIO