franguinho

Com casquinha crocante, galeto é carro-chefe em bares

Seja em galeterias ou em botecos tradicionais, a pedida agrada. Confira algumas sugestões

Por: Rafael Cavalieri - Atualizado em

Galeto Sat's
Galeto na caipirinha: novo molho para a estrela do cardápio (Foto: Cacau Araújo)
  • Bares variados

    Adelos

    Rua do Mercado, 51, Centro

    Tel: (21) 2516 1734

    Sem avaliação

    Até o fim do século XVIII, a Travessa do Tinoco, onde o misto de bar e restaurante está localizado, se chamava Beco dos Adelos, como eram conhecidos os negociantes de produtos de segunda mão que ocupavam a região. Durante a semana, na hora do almoço, trabalhadores das redondezas ocupam o salão espaçoso, de decoração simples e à moda antiga, no qual se destacam as entradas em arco e o piso de ladrilho hidráulico. Comece pela linguiça de porco, que circula pelo salão em espetos (R$ 3,80 a unidade). Na sequência peça o galeto carioca, bem temperado, acompanhado de arroz, fritas, feijão e farofa de ovo (R$ 31,00). Na happy hour, a atração principal é a carta de cervejas com sessenta rótulos, a exemplo da Coruja Viva (R$ 41,00, 1 litro) e da aromática paulista Colorada Appia (R$ 22,00; 600 mililitros). Mais em conta, o chope Brahma (R$ 6,50; 350 mililitros) é tirado bem cremoso. Petiscos em porções generosas são servidos a partir das 16h. Um deles é o filé aperitivo ao molho madeira no pão italiano (R$ 48,50). Sábado é dia de roda de choro, sem cobrança de couvert artístico. (200 lugares).

    Saiba mais
  • Botecos

    Bar e Lanchonete Rex

    Rua do Matoso, 7, Praça Da Bandeira

    Tel: (21) 2273 0749

    Sem avaliação

    Este pé-sujo é uma verdadeira instituição tijucana. Acomode-se nas mesas que tomam a calçada da Rua do Matoso ou no balcão. Em qualquer lugar é impossível não notar a churrasqueira a carvão onde os frangos muito bem temperados assam até ficar com a casquinha crocante. A pedida acompanhada de farofa sai por R$ 18,00, seja para comer lá ou levar para casa. A companhia perfeita para a pedida são os cascos gelados de Antarctica (R$ 6,00; 600 mililitros) ou de Brahma (R$ 5,50; 600 mililitros). Mas é imprescindível provar o coquinho (R$ 3,50), uma batida cuja fórmula é mantida em segredo pelos proprietários.

    Saiba mais
  • Brasileira / Botecos

    Bom Senso Bar e Braseteria

    Rua Barão do Bom Retiro, 2781, Grajaú

    Tel: (21) 2571 6535 ou (21) 2571 6292

    Sem avaliação

    Quem não conhece a área mal pode imaginar que no mesmo imóvel funcionou uma simpática loja de doces. No entanto, após uma obra radical, a casa foi reaberta em dezembro passado exibindo não mais vitrines com tortas, mas uma bela churrasqueira a carvão. É dela que sai a maior parte das pedidas do extenso cardápio, com opções fartas para quem busca uma refeição — caso do galeto carioca (R$ 30,50), acompanhado de batata frita e farofa de alho. Se a ideia for apenas sentar-se no salão ou nas mesinhas da calçada para petiscar e jogar conversa fora, há sugestões como a linguiça de pernil ou de frango e o pão de alho (R$ 4,50 cada um). São abre-alas saborosos, mas chegaram à mesa mornos. Melhor pedida foi o frango à passarinho crocante ao aïoli (R$ 36,50), em que os nacos vêm empanados e ladeados por maionese com alho. Para matar a sede, chope Brahma (R$ 5,50; 350 mililitros), nove opções de cerveja de 600 mililitros ou a ainda tímida carta de artesanais. Dela, caiu bem a aromática Underground Rock Pale Ale (R$ 18,20; 355 mililitros).

    Preços checados em 20 de março de 2015

    Saiba mais
  • Galeteria

    Brasas Show Galeteria

    Rua Capitão Félix, 110, Benfica

    Tel: (21) 3860 1890

    Sem avaliação

    Uma das boas cozinhas instaladas no Centro de Abastecimento e Distribuição do Estado da Guanabara (Cadeg), tem salão climatizado e decoração bem cuidada, com mesinhas cobertas por toalhas xadrez, quadros com fotos de mercados de diversas cidades do mundo e uma Kombi embutida na parede. Carro-chefe, o galeto (R$ 20,90 o simples) aparece em diferentes versões, a exemplo da acompanhada de arroz de brócolis e batata corada (R$ 41,90), para duas pessoas. Uma alternativa acertada, o lombo de bacalhau à moda show é servido com batata rústica, pimentões coloridos, tomate, ovo, cebola, brócolis, couve e arroz, em porções para quatro (R$ 189,90) ou duas pessoas (R$ 126,90). Sugestão de carne, o bife de chorizo chega à mesa com arroz à grega e purê de batata (R$ 79,90, para dois).

    Saiba mais
  • Bares variados

    Galeto Bandeira

    Praça da Bandeira, 43, Praça da Bandeira

    Tel: (21) 2273 8992

    Sem avaliação

    Bem antes de a Praça da Bandeira virar point gastronômico, este endereço já atraía farta clientela com a oferta de galeto e chope Brahma (R$ 5,50), claro ou escuro. Não há cerveja em garrafa, mas caipirinha (R$ 17,00) e caipivodca (R$ 19,00) podem ser uma alternativa, preparadas com limão, kiwi, laranja, abacaxi, pêssego, maracujá ou morango. Durante a semana são servidos em média 300 galetos por dia, número que dobra aos sábados e domingos. O galeto simples custa R$ 17,80, mas há opções com arroz e batata frita (R$ 25,00) e guarnição de arroz e salada mista (R$ 38,00). Para só acompanhar o chope, muita gente se acomoda em torno das mesas de madeira e pede tira-gostos em porções generosas, a exemplo do frango à passarinho (R$ 32,00), da polenta frita (R$ 23,00), da carne-seca com aipim (R$ 32,00) e do filé de frango empanado ladeado por molho rosé ou tártaro (R$ 29,00).

    Saiba mais
  • Cachaçarias

    Galeto Sat's

    Rua Barata Ribeiro, 7, Copacabana

    Tel: (21) 2275 6197 ou (21) 2543 8841

    Veja Rio
    Sem avaliação

    O salão pequenino, de acesso espremido entre as primeiras mesas e o balcão que protege a churrasqueira, é frequentado por tribos variadas. Trabalhadores procuram o almoço nos dias úteis, famílias tomam conta do mesmo horário no fim de semana, vizinhos fiéis jantam cedo por lá e o pessoal da praia faz escala nos fins de tarde. Mas é noite adentro que o Galeto Sat’s vira uma festa. De madrugada, as turmas se misturam e são todos, menos os chatos, recebidos de forma hospitaleira por Sérgio Rabello. Dono do negócio desde 2008, ele é, de bom grado, responsável pelo bom funcionamento da saideira — Elaine, a mulher, Rafaela e Raoni, os filhos, ajudam no dia a dia. Segundo o horário oficial, a casa fecha às 4 horas, mas, dependendo da conversa, o expediente continua, de portas cerradas, até o dia clarear. Abastecem a boemia tulipas de chope Brahma (R$ 6,50, 350 mililitros) e as sugestões do braseiro. Dois hits locais são a linguiça (R$ 5,00) e o galeto crocante e macio ao molho sat’s, de laranja, limão, ervas, alho e pimenta (R$ 28,00). A opulenta farofa, com pouca farinha e meia dúzia de ovos (R$ 18,00, a meia porção), serve de guarnição ou tira-gosto, devorada de palito. Quando engata conversa, o anfitrião não perde a chance de mostrar seu orgulho: os mais de 300 rótulos de cachaça que enfeitam prateleiras e animam brindes. Ele ensina detalhes sobre preciosidades como a paraibana Cigana, envelhecida em carvalho (R$ 15,00 a dose), ou a gaúcha Weber Haus Reserva, que passa por bálsamo e carvalho francês (R$ 18,00). Com esses atrativos, o lugar foi, quase por unanimidade do júri, consagrado pela segunda vez a melhor saideira da cidade. Mas deve surgir em breve um rival à altura: Serjão, como é conhecido, está levando uma filial do campeão para Botafogo, pilotada ao lado do filho Raoni.

    Preços checados em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Galetomania

    Rua Voluntários da Pátria, 448, Humaitá

    Tel: (21) 2537 5733 ou (21) 2527 0616

    Sem avaliação

    Na unidade do Humaitá, o movimento é intenso tanto durante o dia, na hora do almoço, quanto à noite, quando a galera toma um chope depois do trabalho. E, claro, o prato mais pedido é o galeto, especialidade expressa na fachada. O mais vendido é o galeto à carioca (R$ 45,90, com osso, e R$ 49,80, sem osso; para duas pessoas), acompanhado de arroz, feijão, batata frita e molho à campanha. Outra dica atraente é a picanha à carioca (R$ 98,00, para dois), com a mesma guarnição. Na hora de petiscar, os mais pedidos são polenta frita (R$ 21,50), babymania (R$ 49,90), porção que junta tiras de carne, cebola, queijo derretido e aipim, e a picanha & cia (R$ 56,00), que vem com cubos da carne, linguiça e queijo derretido, servidos na chapa, acompanhados de cesta de pão e mostarda escura. Qualquer das opções combina com o chope da Brahma, claro (R$ 6,60; 300 mililitros) ou escuro (R$ 8,50; 340 mililitros). 

    Preços checados em outubro de 2015

    Saiba mais
  • Cervejas especiais

    Os Imortais

    Rua Ronald de Carvalho, 147, Copacabana

    Tel: (21) 3563 8959

    Sem avaliação

    Quadros de personagens do cinema e da TV fazem parte do cenário. Após a última reforma, lugares diante do balcão permitem acompanhar de perto o chope saindo na pressão. A marca que leva o nome da casa, uma red ale artesanal produzida em Minas Gerais (R$ 13,50 a caldeireta), concorre com a versão da Brahma, servida em tamanhos que vão de 200 mililitros (R$ 5,00) ao canecão de 1 litro (R$ 17,50). Quem explora a seção de cervejas especiais encontra a punk engarrafada Ratos de Porão Crucificados pelo Sistema (R$ 39,00, 600 mililitros) e a receita sem glúten Lake Side Beer (R$ 29,00, 600 mililitros). A porção de linguiça chico bento pode ser pedida nos sabores pernil com torresmo ou pernil com provolone (R$ 44,28 cada uma). Também variam os recheios do bolinho de arroz, vendido por unidade — há calabresa (R$ 6,90), couve (R$ 5,50), carne-seca com abóbora (R$ 7,80) e o al pacino, mistura de linguiça, queijo, tomate e pimenta (R$ 8,00). Curiosidade: na porta do banheiro feminino, a imagem do astro Johnny Depp saudando quem chega — com a frase “Estava esperando você, sua linda!” — faz sucesso entre as clientes. Preço checado em julho de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Zinho Bier

    Rua São Luiz Gonzaga, 2330, Benfica

    Tel: (21) 3890 1704

    Veja Rio
    1 avaliação

    Receitas de costela são a razão de ser da casa de dois andares em Benfica. A carne é marinada no tempero de vinho e ervas finas por doze horas e depois levada para os abafadores. Lá, cozinha por mais doze horas. À mesa, é servida com cebolas temperadas, na travessa de pedra aquecida. Acompanhada de arroz branco, batata frita, farofa de ovos e molho à campanha, serve quatro pessoas (R$ 140,00). Para passar o tempo, recomendam-se como entrada a linguiça de pernil na brasa (R$ 28,50) ou os pastéis de costela, camarão e catupiry (R$ 21,00, seis unidades). A caipirinha, feita com a cachaça cearense Guaraciaba (R$ 13,00), pode ser de limão, abacaxi, morango ou kiwi. O chope garotinho é da Stella Artois (R$ 5,20), mas a sensação nos dias de programação musical é a torre de chope (R$ 67,70, 2,5 litros). 

    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO