BARES

Chope da casa

A concorrência estrangeira obrigou os produtores locais a se aprimorar. Conheça quatro casas onde a bebida nas torneiras é de fabricação própria - e cai bem

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

O Solar Pilsen (R$ 6,50, 330 mililitros) é uma das opções fixas do agradável espaço anexo ao teatro Solar de Botafogo. Teto Solar. Rua Paulo Barreto, 110-A, ☎ 2542-9548.

Fernando Frazão
(Foto: Redação Veja rio)

Mestre cervejeiro, Leonardo Botto criou a bebida em homenagem ao nascimento do filho. Do tipo Belgian IPA, a caldeireta sai por R$ 10,90. Botto Bar. Rua Barão de Iguatemi, 205, Praça da Bandeira, ☎ 3496-7407.

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

No Conversinha, o chope escuro artesanal (R$ 4,90) é tirado através de um sistema que leva nitrogênio, fazendo com que a espuma fique mais cremosa. Conversinha. Avenida Olegário Maciel, 366, ☎ 7826-6668.

Fernando Lemos
(Foto: Redação Veja rio)

Pedida certeira, o Colarinho Pilsen (R$ 4,90, 300 mililitros) é boa companhia para o bolinho de rabada com polenta (R$ 5,90 a unidade). Boteco Colarinho. Rua Nelson Mandela, 100, loja 127, ☎ 2286-5889.

Selmy Yassuda
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO