BARES

Castro

Os mesmos donos do Botero, em Laranjeiras, abriram casa de ambiente simples no Méier com direito a charutaria

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | BEBIDA ✪✪✪

Felipe Fittipaldi
(Foto: Redação Veja rio)

Inaugurado em 2012, o Botero trouxe novos ares ao Mercado São José. Empurrados por essa experiência bem-sucedida, os sócios Bruno Magalhães e Conrado Gonçalves, agora ao lado de Raphael Martins, cliente que passou para o outro lado do balcão, abriram, há duas semanas, a casa de ambiente simples no Méier. Mesas no corredor enfeitado por enorme grafite colorido ocupam o espaço mais agradável. Para o 2º piso, decorado com imagens de Havana, capital de Cuba, está prometida uma charutaria. O cardápio segue a linha do antecessor, na Zona Sul. Traz releituras de petiscos de boteco e invenções criadas por Bruno. Pastéis podem ser recheados de carne assada com linguiça, de pernil, abacaxi e mostarda, de cream cheese e nozes, de chili beans (R$ 4,90 a unidade), de camarão com creme de limão e de cabrito (R$ 5,60 cada um). Para dividir, há opções como a fornida porqueria (R$ 45,00), reunião de alcatra, porchetta (uma receita de lombinho), linguiça artesanal, costelinha, almôndegas suínas, chucrute e mostarda escura. A seção de bebes ganhou consultoria de amigos especialistas em cada área ? o sambista Moacyr Luz deu pitaco nos vinhos e Sérgio Rabello, dono do Galeto Sat?s, montou a pequena carta de cachaças. Na seleção de purinhas aparecem as mineiras Canarinha (R$ 14,00 a dose) e Germana Envelhecida (R$ 10,00). Quem quiser pegar leve poderá escolher entre as caldeiretas de chope Heineken (R$ 6,00) e Amstel (R$ 5,00).

Rua Castro Alves, 88, Méier, ☎ 3586-7622 (100 lugares). 11h30/1h (sáb. a partir das 12h; dom. 12h/18h; seg. 11h30/15h30). Cd: todos. Cc: todos. ? ↔ Aberto em 2014.

Fonte: VEJA RIO