BARES

Um bom cantinho em Copacabana

Com nome curioso, Brasserie Brejauvas oferece boas cervejas e calzone em salão pequenino

Por: Rafael Cavalieri

Felipe Fittipaldi
(Foto: Redação Veja rio)

O nome é pegadinha. Quem avista o letreiro no fundo do salão com paredes de azulejo pode concluir que o lugar é um restaurante francês (brasserie) especializado em cerveja ("breja",no popular) e vinho (uva). Brasserie, no original, também é um termo usado para definir cervejaria. E brejaúva, junto mesmo, é o nome de uma palmeira comum no litoral brasileiro. Inaugurada em março, a casa em Copacabana tem enxuta mas atraente carta de cervejas artesanais nacionais - há a promessa de dobrar a lista atual de 25 rótulos. Por enquanto, garantem a diversão sugestões como a gaúcha Coruja Strix Extra, uma munich helles de cor cobre e sabor acentuado (R$ 25,00, 600 mililitros), ou a paulista Burgman Casanova (R$ 21,50; 600 mililitros), muito aromática, por causa do lúpulo neozelandês Motueka. No cardápio, o dadinho de tapioca com melaço estava correto (R$ 4,00 a unidade). Calzones, outra especialidade local, são melhor aposta. O pedido meio a meio, de margherita e calabresa, ganhou massa fina e recheio farto, no ponto certo (R$ 25,00).

Rua Aires Saldanha, 13, loja B, Copacabana, ☎ 2494-9136 (28 lugares). 17h/1h (sex. e sáb. até 2h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2014.

Fonte: VEJA RIO