BARES

No caminho do samba

Perto de cinco blocos, endereços para aplacar a fome, a sede e outras necessidades

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Banda da Rua do Mercado (quinta, 27, 19h) O Al-Farabi (Rua do Rosário, 30), com sua robusta carta de cervejas, e o Adelos (Rua do Mercado, 51), destacado pela cozinha, são boas opções no Centro Antigo. Mas atenção: só clientes podem usar os banheiros.

Banda de Ipanema (sábado, 1º, 16h) Astor (Avenida Vieira Souto, 110) e Bar do Beto (Rua Farme de Amoedo, 51) ficam no caminho e podem garantir aquele chope depois do desfile. Se a ideia for usar o banheiro, em ambos os casos, é preciso consumir algo do cardápio.

Empolga às 9 (sábado, 1º, 9h)

Quem for atrás do bloco, pela orla, do Posto 6 à esquina com a Rua Figueiredo Magalhães, encontra abrigo no Rota 66 (Avenida Atlântica, 3092) e no Boteco da Garrafa (Rua Bolívar, 27).

Escangalha (sábado, 1º, 11h) No burburinho do Baixo Gávea, o Hipódromo (Praça Santos Dumont, 108) permite que os foliões usem o banheiro sem nenhum custo. O acesso é controlado por um segurança para evitar tumulto.

Simpatia É Quase Amor (domingo, 2, 15h) Durante o percurso é possível fazer uma parada na cervejaria Devassa (Rua Farme de Amoedo, 107) ou no Belmonte (Rua Teixeira de Melo, 53). Dica: a compra de uma garrafinha d?água já permite o acesso ao toalete.

Fonte: VEJA RIO