Voando para casa

Sucesso na programação do Tablado, A Bruxinha que Era Boa ganha nova montagem após quinze anos

Peça escrita em 1955 por Maria Clara Machado (1921-2001), A Bruxinha que Era Boa estreou em 1958, no Tablado. De lá para cá, foi remontada no mesmo espaço em 1999, rodou o Brasil, além de Rússia, Alemanha, Holanda e França, e no sábado (22) volta para casa. Dirigido por Cacá Mourthé, que também assinou a temporada de 1999, o atual elenco, com atores formados no palco da Lagoa, conta a história da bruxinha Ângela (Diana Herzog), presa em uma torre pelo mau desempenho na Escola de Maldades da Floresta. Para sair de lá e conquistar a sonhada vassoura a jato, a personagem recebe a ajuda de um jovem lenhador a quem não mete nenhum medo. A nova trilha sonora, interpretada ao vivo por uma banda, foi um dos recursos utilizados na atualização do espetáculo. Outro elemento recém-chegado é o uso de bambolês na composição do cenário e, iluminados por led, como enfeite das bruxinhas em cena (55min). Rec. a partir de 3 anos. Reestreia prevista para sábado (22).

O Tablado (147 lugares). Avenida Lineu de Paula Machado, 795, Lagoa, ☎ 2294-7847. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 31 de agosto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s