Em múltiplas direções

Nome por trás de dois grandes sucessos do circuito nos últimos anos ? as comédias Os Homens São de Marte… E É pra Lá que Eu Vou!, com Mônica Martelli, e Não Sou Feliz Mas Tenho Marido, com Zezé Polessa ?, o argentino Victor Garcia Peralta tem boas chances de repetir o êxito nos palcos. Ele é o diretor de três peças atualmente em cartaz: Novecentos, monólogo dramático do italiano Alessandro Baricco, interpretado por Isio Ghelman, atração no Teatro Dulcina; Sexo, Drogas e Rock?n?Roll, solo cômico estrelado por Bruno Mazzeo, escrito pelo americano Eric Bogosian, no Teatro do Leblon; e O Submarino, comédia romântica de Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa, protagonizada por Marcius Melhem e Luciana Braga, no Teatro das Artes. ?São três dramaturgias bem diferentes, mas meu trabalho é o mesmo, eu me coloco a serviço do texto?, diz Peralta. Incansável, ele também está ensaiando uma montagem de Quem Tem Medo de Virginia Woolf?, que estreia ainda neste ano. Zezé Polessa e José Wilker estão no elenco.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s