Realismo fantástico

Um toque de excentricidade domina a trama da comédia Juan e a Bailarina, do diretor brasileiro Raphael Aguinaga

Rodada na Argentina e em espanhol, a comédia Juan e a Bailarina, do brasileiro Raphael Aguinaga, assume ares de realismo fantástico em seu desenrolar. Trata-se aqui dos problemas de um grupo de idosos num asilo. Após a partida da enfermeira, que saiu de férias, eles ficam sob os ?cuidados? do filho dela, um rapaz malvado, interpretado por Pablo Lapadula. Das notícias vindas de um radinho de pilha, chamam atenção a cura da aids e o nascimento de um clone de Cristo. Situações banais vividas pelos personagens reforçam a falta de criatividade do roteiro, e nem a excentricidade lançada na história consegue espantar o tédio. Com Marilu Marini e Arturo Goetz.

✪ Juan e a Bailarina, de Raphael Aguinaga (La Sublevación, Argentina/Brasil, 2011, 95min). 12 anos. Estreou em 12/4/2013. Cinemark Downtown 11, Cinépolis Lagoon 3.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s