Mostra apresenta o Rio em técnica similar aos mosaicos

A cidade é dividida em pedacinhos pelo artista parisiense Jean-François Rauzier, em mostra no Museu Histórico Nacional

O Rio nunca se viu desse jeito. Com trabalhos que lembram mosaicos, com grande carga autoral e todos eles inéditos, Jean-François Rauzier propõe uma nova forma de olhar a cidade em Hiperfoto, exposição a ser aberta na terça (18) no Museu Histórico Nacional (MHN), no Centro. São 31 imagens da arquitetura carioca e de nossa paisagem urbana. O processo de produção de cada uma, que resulta em retratos incomuns como o Cristo Redentor saindo de uma favela, é complicado e envolve minúcias. Manipuladas no computador, algumas fotos chegam a alcançar um sugerido volume e podem até ser enxergadas como uma escultura bidimensional. É um tipo de arte que dialoga com o cubismo e o surrealismo.

+ Biblioteca Nacional exibe mostra sobre a história do Rio

Mosteiro de São Bento

Mosteiro de São Bento

Cristo Redentor

Cristo Redentor

Um tanto fotógrafo, outro tanto artista visual, Rauzier, 63 anos, desembarcou no Rio em outubro passado, vindo de Paris, onde mora. Clicou cerca de 8 000 vezes, até maio, e voltou à Europa para montar seus caleidoscópios. Daqui ele diz ter ótimas lembranças: “Adorei o Centro Histórico e o Parque Lage, no Jardim Botânico. Aliás, essa presença da floresta dentro da cidade eu considero de uma vitalidade luxuriante”. Diz que era para ter feito apenas dez hiperfotos, e acabou produzindo o triplo. E conta que se encantou não só com as formas da cidade, mas também com o jeito carioca de ser. “Gostei da doçura das pessoas, do jeito de falar, da música e da riqueza humana”, enumera. A mostra fica em cartaz até 20 de setembro no MHN. Confira ao lado como foi realizada a composição de quatro imagens.

Real Gabinete Português de Leitura

Real Gabinete Português de Leitura

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s