Como era o mundo no início da construção da Sagrada Família

Iniciadas há mais de um século, as obras para conclusão de um dos maiores templos do mundo ainda continuam. Mas o mundo mudou muito desde então

Cento e trinta e cinco anos e contando. Esse é o tempo de construção do Templo Expiatório da Sagrada Família, considerado uma obra-prima ainda inacabada de Antoni Gaudí. Conhecido por trabalhos como o Parque Güell e a Casa Batlló, o arquiteto catalão assumiu a construção do templo em 1883 – um ano após o início das obras – e adaptou o projeto para refletir seu estilo único, dedicando a ele os anos finais de sua vida.

“Se você tira uma foto da vista do Rio de Janeiro, não vai encontrar a Candelária, que está perdida no meio de prédios. Mas, se você olha a paisagem de Barcelona, vai ver o templo”, afirma Miriam Celeste, professora de educação, arte e história da cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. “A Sagrada Família se conservou como ideia, como projeto tão bem detalhado que pode ser continuado com a mesma potência imaginada por Gaudí”, completa.

O horizonte da cidade espanhola é marcado pelo templo (Getty Images/Getty Images)

Uma maquete de 3 metros de altura da Sagrada Família é um dos principais destaques da exposição Gaudí: Barcelona, 1900, que está em cartaz no Museu de Arte Moderna do Rio. Apresentada pelo Bradesco, a mostra reúne 46 maquetes e 25 peças de design criadas pelo arquiteto catalão, além de outros 40 trabalhos de artistas modernistas.

Além da magnitude do projeto, o que mais chama a atenção na Sagrada Família é o fato de ainda estar em construção, tendo sobrevivido a mais de um século de história. “As catedrais medievais também demoravam 200, 300 anos para ficar prontas”, aponta Miriam. “A diferença é que essa é uma obra contemporânea.” A existência de um trabalho contínuo, iniciado mais de 100 anos atrás, é uma conexão direta com outra época. Confira, a seguir, dez coisas que eram bem diferentes na época de Gaudí:

1) O atlas era bastante desatualizado

(Giphy)

No fim do século 19, o desenho do mapa-múndi era bem diferente do que vemos hoje. Apenas seis países atuais da Ásia (China, Irã, Japão, Nepal, Omã e Tailândia) e dois países da África (Etiópia e Libéria) existiam quando a Sagrada Família começou a ser construída. A Oceania, por sua vez, não tinha nenhum território independente em 1882.

2) Vários impérios ocupavam o mundo

(Giphy/Giphy)

Vários dos países que ainda não existiam eram colônias imperiais em 1882. Ao longo dos anos, os Impérios Austro-Húngaro, Britânico e Otomano foram alguns dos que caíram por terra ou perderam espaço no mundo.

3) Por falar em reinados…

(Giphy/Giphy)

Na época, o Reino Unido era comandado pela Rainha Vitória, tataravó de Elizabeth II. A atual rainha seria coroada apenas em 1952, 70 anos depois do início da construção da Sagrada Família.

4) E na Espanha?

O atual rei da Espanha, Felipe VI, em encontro com Barack Obama (Wikimedia Commons/Wikicommons)

Desde o início da construção da basílica, o país de Gaudí passou por quatro reis, uma república e uma ditadura militar, o Franquismo. O monarca atual, rei Felipe VI, é trineto do rei Afonso XII, que governava o país em 1882.

5) O Brasil também era um império

O imperador Dom Pedro II (Wikimedia Commons/Wikicommons)

Dom Pedro II era o governante máximo no Brasil em 1882. A escravidão, que seria abolida apenas em 1888, também fazia parte da realidade nacional.

6) As Olimpíadas modernas ainda não existiam

(Giphy/Giphy)

O conceito dos Jogos Olímpicos é originário da Grécia antiga. Porém, foi só em 1894 que o barão Pierre de Coubertin fundou o Comitê Olímpico Internacional, fato que marcou o ressurgimento da competição esportiva. A primeira Olimpíada da Era Moderna foi realizada em Atenas no ano de 1896.

7) Nem alguns dos esportes mais populares do mundo

(Giphy/Giphy)

O basquete, esporte no qual a Espanha é uma potência mundial, foi inventado apenas em 1891, nos Estados Unidos. O vôlei, por sua vez, surgiu apenas em 1895.

8) Um mundo sem carros

(Giphy/Giphy)

O mundo de Gaudí também não tinha alguns dos objetos mais populares da atualidade: rádios (criados em 1896 e considerados até fora de moda hoje em dia), carros (1889), cereais matinais (1894), ursinhos de pelúcia (1902) e giz de cera (1903).

9) A curta vida de Plutão

(Giphy/Giphy)

Plutão foi descoberto, estudado e rebaixado enquanto a Sagrada Família não é completada. O simpático planetinha foi encontrado em 1930 e incluído no Sistema Solar. Porém, foi destituído da nomenclatura de planeta em 2006, passando a ser considerado “apenas” um planeta-anão.

10) Faça sua aposta: o que vai acontecer primeiro?

(Giphy/Giphy)

A previsão é que a obra-prima de Gaudí seja concluída em 2026. Porém, calcula-se que todos os elementos decorativos estejam prontos apenas em 2030 ou 2032. Considerando os planos da Nasa, agência espacial americana, de enviar uma missão tripulada a Marte também em 2030, é possível que a humanidade tenha alcançado o espaço e chegado a outro planeta mais rápido do que consiga concluir a construção da basílica barcelonesa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s