Brasil recebe mais de 70 prêmios em Cannes

O país está próximo de atingir os resultados do ano passado, quando foi medalha de bronze, com 90 prêmios

(Agência Estado/Divulgação)

As agências brasileiras já conquistaram mais de 70 Leões no Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade de 2017. Nas categorias que tiveram os resultados revelados ontem, o Brasil angariou mais 19 prêmios, elevando o total deste ano para 71 Leões. Com metade das categorias ainda sem resultado, o país está mais próximo de atingir os resultados do ano passado, quando foi “medalha de bronze” no festival, com 90 prêmios.

Entre os vencedores revelados ontem, foram dois Leões de ouro em Direct Lions, para campanhas de marcas que tiveram contato direto com o consumidor. Um dos ouros foi para a DM9, para uma ação para a maior varejista do mundo, o Walmart. Durante uma partida de futebol, em abril, os jogadores do Fluminense (não o do Rio, mas o de Feira de Santana, na Bahia) estamparam preços de ofertas do Walmart em suas costas, substituindo os números de suas camisas.

Na mesma categoria, o Brasil angariou outro ouro, para uma campanha da Grey Brasil para o Instituto Reclame Aqui. Chamada A Cor da Corrupção, a ação consiste na instalação de um plug-in no navegador Chrome, do Google. Com a ferramenta, o usuário passa a saber, toda a vez que lê uma notícia, se o político citado já foi denunciado por corrupção. Em caso positivo, o nome é identificado com uma cor.

Além dos ouros, o Brasil levou um Leão de prata em Direct (também para a ação do Walmart). Houve ainda dois bronzes: um para J. Walter Thompson (Alcoólicos Anônimos) e outro para DM9/Walmart. Em Cyber, foram sete Leões, incluindo um de ouro, para uma ação da Africa para a Budweiser e para a rede ESPN. Nessa categoria, o Brasil ainda teve duas pratas – ambas para uma ação da AlmapBBDO para a Getty Images.

Foram quatro bronzes: dois para Africa (Budweiser), um para Grey (Instituto Reclame Aqui) e outro para Ogilvy Brasil (IBM) em Mobile, que premia campanhas realizadas especialmente para telefones celulares.  O ouro foi para a David São Paulo, para uma campanha da Faber Castell. As duas pratas foram para DM9 (SSex Box) e os bronzes para Ogilvy Brasil (IBM) e DM9 (SSex Box).

O País ainda levou dois Leões para casa em Creative Data: um de prata (para a TV Globo e o Instituto Rodrigo Mendes) e um de bronze (para Grey e Reclame Aqui). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s