VEJA Rio recomenda

EXPOSIÇÃO

3º FESTIVAL INTERNACIONAL DE HUMOR. Em novo endereço, o Museu Nacional de Belas Artes, e perpassando gerações nas três mostras em que se divide, o festival produziu a sua mais esmerada edição. Traçando o Brasil: Três Séculos de Desenho de Humor reúne criações do século XIX até hoje. Estão lá relíquias como A Campainha e o Cujo, considerada a primeira caricatura feita no país, assinada por Araújo Porto Alegre em 1837. O espaço para obras do século XX concentra os talentos de Millôr Fernandes, Ziraldo e Jaguar, além de preciosidades do porte de Biquíni (1940), desenhada com a sofisticação habitual por J. Carlos, e A Família É a Pedra Angular da Sociedade (1932), charge do pintor Di Cavalcanti. Da ala jovem, a curitibana Pryscila exibe Vênus Amely, inspirada pela célebre tela de Botticelli O Nascimento de Vênus. Completam o passeio o panorama internacional proporcionado pelos 27 premiados do concurso World Press Cartoon 2011 e os trinta finalistas brasileiros do Prêmio Imprensa. Saiba mais na coluna de exposições desta semana.

TEATRO

Divulgação

Divulgação

O INCRÍVEL SEGREDO DA MULHER-MACACO. Fundadores da Cia. Os Surtados, do sucesso Surto, Rodrigo Fagundes e Wendell Bendelack superam as expectativas mais otimistas com a comédia de suspense em cartaz no Teatro Candido Mendes. Mais madura em cena, e apoiada por um caprichado texto de besteirol de Saulo Sisnando, a dupla se desdobra em seis personagens na trama de mistério. Ambientada em Hollywood, a ação se passa na mansão da família Stanwyck Mac Graw, proprietária do decadente Halley Newton Metrocolor International Incorporated Studios. O sobrenome pomposo e a quilométrica razão social da produtora de cinema são pronunciados em inglês macarrônico e velozmente, garantindo as gargalhadas reservadas aos bordões que funcionam. A trama começa com o assassinato da mulher-macaco – moça adotada pelos Stanwyck Mac Graw que só revela sua estranha metamorfose na idade adulta. O corpo é encontrado pela governanta Agatha e por um visitante, o senhor Lockwood, repórter disfarçado da revista Famous and Infamous Hollywood Gossip Magazine. A partir daí, são reconstituídos os hilariantes fatos que levaram ao desfecho trágico. Saiba mais na coluna de teatro desta semana.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s