VEJA Rio Recomenda

O quarteto Sururu na Roda se apresenta no Teatro Rival

SHOW

Sururu na Roda. Menina-prodígio revelada aos 6 anos, Nilze Carvalho cresceu e confirmou seu talento no cavaquinho e no bandolim. Um dos principais nomes saídos dos palcos da Lapa, também canta como poucos ? sem exagero, sua interpretação para Nem Eu, de Caymmi, presente no CD Lembranças Cariocas, relançado pela Biscoito Fino no ano passado, rivaliza com a de Gal Costa, gravada em 1976. À frente do quarteto Sururu na Roda, ela visita outro grande nome da MPB no CD Se Você Me Ouvisse, um tributo a Nelson Cavaquinho (1911-1986). No Teatro Rival, na quarta (21), Nilze, Juliana Zanardi (violão), Fabiano Salek e Silvio Carvalho (percussão) mostram ao vivo as dezesseis faixas do disco. Folhas Secas, A Flor e o Espinho, O Meu Pecado e Pranto de um Poeta, entre outros clássicos, estão no programa. Os arranjos delicados contam ainda com a participação de PC Castilho (flauta), Zé Luiz Maia (baixo), Daniel Zangado (bateria) e Eber Freitas (percussão).

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s