VEJA Rio Recomenda

As exposições Chaplin e Sua Imagem e Tutto Fellini, trazidas ao Rio pelo curador francês Sam Stourdzé, misturam cinema e fotografia. São as dicas da semana

CHAPLIN E SUA IMAGEM E TUTTO FELLINI

. Dois dos maiores nomes da história do cinema trocam as telas por galerias da cidade. A vida e a obra do inglês Charles Chaplin (1889-1977) e do italiano Federico Fellini (1920-1993) serão abordadas em alentadas exposições que, não por acaso, têm o mesmo curador: o francês Sam Stourdzé, especialista em fotografia e atual diretor do Musée de l?Elysée, em Lausanne, na Suíça. Com abertura marcada para quarta (7), no Centro de Arte Hélio Oiticica, a mostra sobre Chaplin reúne mais de 200 fotos de cenas de suas produções. Ele aparece encarnando o inesquecível papel do adorável vagabundo em imagens como a feita durante a realização do curta Carlitos Patinador (1916). Ao lado de outros momentos de bastidores, é flagrado atrás das câmeras no set de filmagem de Tempos Modernos (1936). Além de trechos de seus filmes, serão exibidos vídeos documentais, como How to Make Movies, de 1918, que mostra a rotina de trabalho nos Estúdios Chaplin, e, entre as raridades, registros caseiros, em cores, como o do astro já grisalho, cercado por seus filhos.

vjrio-recomenda-expo2.jpg

vjrio-recomenda-expo2.jpg

Tutto Fellini ocupa o Instituto Moreira Salles a partir de domingo (11). O casarão na Gávea vai abrigar 400 itens, incluindo cartazes de longas e fotografias. Do trabalho para a realização de um dos seus muitos clássicos, A Doce Vida (1960), há retratos do cineasta tirando um cochilo e ensaiando na praia, ao lado do ator Marcello Mastroianni (1924-1996). Numa das fotos, a diva sueca Anita Ekberg descansa diante da Fontana di Trevi, em Roma, onde se banhou, ao lado de Mastroianni, em cena memorável filmada por Fellini. Completam o programa caricaturas feitas pelo homenageado para jornais satíricos no fim dos anos 30 e uma mostra que começa no sábado (10) ? com E la Nave Va (1983), Ensaio de Orquestra (1978) e Noites de Cabíria (1957), Oscar de filme estrangeiro, estrelado pela mulher do diretor, Giulietta Masina.

Saiba mais na coluna Exposições

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s