Os benefícios e as diferenças das dietas vegetarianas

Nutricionistas explicam que o consumo de carne não é fundamental desde que as refeições sejam balanceadas

Em busca de uma alimentação mais saudável, muitas pessoas optam por abrir mão da carne vermelha para seguir dietas ligadas ao vegetarianismo. Ao contrário do que muitos carnívoros pensam, os vegetarianos não são todos iguais, existindo cerca de quatro linhas principais, como mostra a tabela abaixo. Os mais comuns são os chamados Ovolactovegetarianos, que não comem carne, mas consomem outros produtos como laticínios e ovos. Já os veganos fazem parte do grupo mais radical que, além de não comer alimentos de origem animal, também não consomem nenhum tipo de produto ligado a isso como couro, lã e seda.

+ Os restaurantes vegetarianos do Rio

Pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde em abril mostra que 52,5% da população brasileira estão acima do peso, sendo 17,9% obesos. “Esse tipo de alimentação (vegetariana) pode trazer vários benefícios à saúde como menor nível de colesterol no sangue, menor taxa de mortalidade por doença coronariana, menor índice de obesidade, menor incidência de alcoolismo”, explica a nutricionista Patricia Davidson.

+ Pratos originalmente preparados com carne ganham releituras vegetarianas 

Diferentemente do que muitos pensam, é possível conseguir as quantidades de proteínas necessárias ao organismo de outras formas como em grãos, sementes, leguminosas e cereais integrais. E os vegetarianos, mesmo os mais radicais, também conseguem ganho de massa muscular e aumento de performance. “Está comprovado que quem consome proteína do arroz e pratica exercícios três vezes por semana, tem o mesmo ganho de força e massa magra de quem toma whey protein (proteína derivada do soro do leite)”, conta a nutricionista Karen Schlösser. O cálcio, geralmente encontrado no leite, também pode ser substituído por vegetais, sementes e oleaginosas. 

comida vegana vegetariana

comida vegana vegetariana

Mas os médicos alertam que é preciso estar atentos ao tipo de dieta seguido para que ela seja planejada e rica em todas as proteínas e nutrientes que o corpo precisa. A regra é simples: quanto mais restrita, mas a pessoa deve buscar formas de compensar a ingestão de vitaminas e minerais. Vitamina B12, zinco e ferro são ingredientes mais presentes nos itens de origem animal e devem receber mais atenção dos vegetarianos. A Vitamina B12 é o mais preocupante, pois só é encontrada em alimentos de origem animal e a falta dela pode causar anemia e danos no sistema nervoso. Portanto, vegetarianos mais radicais devem procurar um especialista para repor a quantidade necessária de vitamina com suplementos.

Fontes nutricionistas: Samara Lopes, da Dermais Clínica da Beleza, Vânia Mattoso, da Clínica Juliana Neiva, Isabel Jereissati, Karen Schlösser e Patricia Davidson. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s