Design Your Food: dicas de harmonização entre queijos e cervejas

Sommelier de cervejas e especialista em queijos Daniel Martins prova que o mundo dos queijos não precisa ficar restrito aos vinhos

Com criatividade, ousadia e, é claro, sabor, o mercado das cervejas artesanais é um dos que mais cresce no Brasil. A febre é tanta que ela chegou para subverter uma dobradinha clássica do mundo da gastronomia: os queijos e vinhos.

Palestrante desta sexta (9) no Design Your Food, chef, sommelier de cervejas e criador do projeto Queijo com Prosa, em que garimpa criações de pequenos produtores do Brasil, Daniel Martins passou dicas de como harmonizar as tradicionais geladas com os mais diversos estilos de queijo. Confira as dicas (abaixo) e aproveite em casa. Acesse a programação completa do evento e se inscreva. É tudo de graça!

(Ricardo D'Angelo/Divulgação)

Burrata

Trata-se de um queijo leve de massa filada. Ele é recheado com creme de leite e geralmente é servido com uma salada de rúcula, um fio de azeite além de sal e pimenta. Todo o seu frescor pede uma cerveja suave e refrescante como uma bela Witbier, que tem notas cítricas e condimentadas.

(Pedro Rubens/Divulgação)

Provolone

Tradicional e muito conhecido, o provolone é uma queijo defumado e de personalidade. Macio, pede uma instigante RauchBier com suas belas notas defumadas provenientes da torra dos maltes com madeira.

(Maria do Carmo/Divulgação)

Queijo Serra da Canastra

Os autênticos queijos provenientes desta região de Minas Gerais são produzido com leite cru de vaca. Os sabores marcantes pedem uma dobradinha com uma English Pale Ale ou simplesmente uma Pale Ale. Outra dica é combinar uma fatia do queijo com um bom e tradicional doce de leite mineiro.

(Acervo Abril/Veja Rio)

Grana Padano

Envelhecido por no mínimo três anos, este queijo possui notas sutis de nuts além de cristais de sal. Em função destas características o queijo pede uma cerveja de bom corpo onde a tosta média do malte seja o destaque. Uma Red Ale ou Doppelbock casam muito bem.

Brie

De interior cremoso, sabor marcante e casca coberta de mofos brancos, o brie pede um certo adocicado além de acidez. Estas características são encontradas em uma clássica fruit lambic ou em uma fruit beer.

Gorgonzola

Clássico da Itália, o gorgonzola tem um sabor marcante em função do mofo azul. Ele pede uma cerveja escura, tostada e seca para harmonizar com essas notas intensas. Os aromas de café e chocolate de uma stout ou de uma russian imperial stout deixam em segundo plano o caráter lácteo do leite.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s