Camila Anllelini, chef de cozinha

Nascida em Pelotas (RS), veio para o Rio menina, com os pais. Cresceu na Tijuca e adotou o bairro como se tivesse nascido ali. Casou-se com Marcelo, amigo de escola, e teve uma filha, Mel, de 2 anos, com quem passeia na pracinha do Alto da Boa Vista. Para reforçar o orçamento do marido, designer, fez cursos de culinária e virou confeiteira. Eis um breve retrato de Camila Anllelini, 21, com quem de repente você pode esbarrar na Rua Conde de Bonfim, na Avenida Maracanã ou na Rua dos Artistas.

Que casas de festas tijucanas costumam encomendar os seus quitutes?

Fiz há algumas semanas um casamento na Mansão Rosa, no Alto. A Vanelli,

na Usina, também é freguesa.

Onde compra os ingredientes?

Indico o Assaí, na Rua Uruguai.

Quais são as boas da Varnhagen?

Galetomania e T Maki Club. Ali perto, tem o Bar do Adão, muito bom também.

O que o bairro tem de melhor?

É praticamente uma cidade dentro da cidade, com boas opções de comércio.

E o que tem de pior?

O lixo pelas calçadas e os buracos das ruas.

[—FI—]

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s