TCE afirma que Linha 4 pode não ficar pronta até Olimpíadas

De acordo com relatório, existe "risco alto" de obras não serem concluídas a tempo

Entre as 13 obras para as Olimpíadas Rio 2016 sob responsabilidade do governo do estado do Rio de Janeiro, três foram consideradas com alto risco de não serem concluídas até o evento: a Linha 4 do Metrô (liga Ipanema à Barra da Tijuca), implantação do tronco coletor Cidade Nova, que evita o lançamento de esgoto na Baía de Guanabara, e a recuperação ambiental do Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. A conclusão é do relatório da auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ).

O presidente do tribunal, Jonas Lopes de Carvalho Junior, disse que o levantamento foi feito entre agosto e dezembro de 2014 e o documento, preparado no primeiro semestre deste ano. “A gente fez uma análise. Até dezembro, foi um trabalho de campo. Depois, a equipe veio para o tribunal a fim de juntar todas as informações e produzir o relatório. Então, este é o mais recente”, explicou. De acordo com Jonas Lopes, as obras estão lentas e o risco é alto de não ficarem prontas. Ele ressaltou que a obra do Complexo Lagunar de Jacarepaguá não ficará pronta para as Olimpíadas.

Dos 52 projetos específicos para os Jogos, chamados de Matriz de Responsabilidades, três estão a cargo do governo do estado e compreendem a reforma e adequação do Estádio de Remo da Lagoa, do Parque Aquático Júlio Delamare e de quadras de aquecimento da Arena Maracanãzinho. Na área de políticas públicas e plano de legado, o governo do Rio de Janeiro é responsável por dez das 27 obras. Entre elas, reforma de estações de trem, implantação de ecobarreiras e complementação de esgotamento sanitário. Segundo ele, todas as obras somam US$ 231 milhões de recursos do estado, além do investimento privado.

A Linha 4 do metrô, que, segundo Lopes, é importante para a mobilidade urbana durante o evento, apresenta alto risco de não ficar concluída. “O metrô é uma obra de R$ 8,4 bilhões e é crucial para a mobilidade urbana na época das Olimpíadas e Paralimpíadas. A gente espera que consiga resolver, mas achamos com um risco alto de não conseguirem realizar.”

A Secretaria de Estado de Transportes foi procurada, mas não respondeu a reportagem até a publicação da matéria. No início do mês, o governo estadual anunciou que as obras da Linha 4 chegariam com um mês de antecedência ao Jardim de Alá. Está mantida a previsão de inauguração para julho de 2016.

A Secretaria de Estado de Ambiente informou que a obra do tronco coletor da Cidade Nova já tem empresa contratada e o canteiro está sendo montado. Com as licenças da prefeitura protocoladas, foi ordenado o início dos trabalhos próximo ao Canal do Fundão. Quanto ao Complexo Lagunar de Jacarepaguá, a secretaria disse que, em dois meses de limpeza, foram retirados 105 toneladas de resíduos das áreas de mangue. Na Lagoa do Camorin, foi feita a proteção de 4,5 mil metros de mangue.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s