Memória da Cidade

Os anos 40, especialmente a moda da época, ressurgem na lente de um austríaco fã de praia

Carioca de Viena

memorias-02.jpg

memorias-02.jpg

Este sujeito sem medo de altura, desafiando o perigo ao fazer fotos, em pé, da mureta do Cristo Redentor, no Corcovado, é Kurt Klagsbrunn, austríaco fascinado pela cidade. “Aqui tomei meu primeiro banho de mar”, escreveu certa vez. Fotógrafo profissional, ele esteve na cidade na década de 40, quando sua lente captou aspectos variados da então capital do país. Seu trabalho ressurge no livro Refúgio do Olhar, a ser lançado ainda neste mês pela Casa da Palavra, com texto e edição dos pesquisadores Mauricio Lissovsky e Marcia Mello. São quase 200 imagens em preto e branco, que reúnem suas peripécias por todo o Brasil. Há dois capítulos dedicados ao Rio. No primeiro, os costumes e o comportamento do carioca são o foco da obra, como os shorts curtos com cintura alta, muito vistos no Calçadão de Copacabana, última moda entre as moças da época. No segundo, há fotos belíssimas mas de triste recordação: são flagrantes de torcedores chegando ao estádio para ver o Maracanaço, como ficou conhecida a derrota da seleção para o Uruguai na Copa de 1950.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s