Apagões colocam a Light entre as três piores concessionárias do país

Responsável pelo fornecimento de energia a 6,3 milhões de cariocas, a Light está entre as três concessionárias que mais tempo deixaram seus clientes sem luz

Responsável pelo fornecimento de energia para a segunda cidade mais populosa do país, a Light está entre as três distribuidoras de energia que mais tempo deixam seus clientes sem luz. Em ranking elaborado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Light amargou a 31° posição, acima apenas da Companhia Energética do Piauí (Cepisa), que ficou em 32° lugar, e da campeã em apagões, a Centrais Elétricas do Pará (Celpa), na 33° posição. Distribuidora responsável pelo restante do estado do RIo, a Ampla também aparece mal colocada, na 25° posição.

Como critério utilizado para a pesquisa, a Aneel mediu o número de horas que os consumidores de todas as concessionárias do país passaram sem luz. Para o ano de 2011, a agência reguladora havia determinado que o limite médio aceitável para a Light seria de 9,68 horas de apagão, mas a Light deixou consumidores cariocas por 16,73 horas no escuro. Já Ampla tinha como limite 14,51 horas, mas registrou 19,24 horas de escuridão. A empresa com melhor desempenho foi a Companhia Energética do Ceará.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s