Explosão em São Conrado foi causada pelo próprio alemão

Markus Müller, morador do apartamento atingido, tentou consertar por conta própria um vazamento de gás que ocorria há cerca de uma semana no imóvel

Após várias hipóteses terem sido levantadas sobre a explosão no edifício Canoas, em São Conrado, na segunda (18), um laudo da Polícia Civil parece, finalmente, esclarecer o caso. Segundo o documento, o acidente foi provocado pelo próprio morador do apartamento, o alemão Markus Müller, após tentar consertar por conta própria um vazamento de gás que ocorria há cerca de uma semana no imóvel.

+ Como evitar e o que fazer em caso de vazamento de gás

Na noite anterior à explosão, o alemão tentou trocar peças do equipamento de gás. Com o reparo feito de forma inadequada, o vazamento foi agravado e acabou por acumular um grande volume de gás durante a madrugada. A explosão aconteceu quando, na manhã seguinte, Müller acendeu a luz de um dos cômodos do apartamento.

O laudo aponta ainda que os ferimentos em Müller foram causados por estilhaços, descartando as hipóteses de que ele tenha sido torturado ou tentado se matar. O alemão segue internado em estado grave com mais da metade do corpo queimado.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s