Justiça quer leiloar bens de Sérgio Cabral e outros presos

O objetivo é reaver o lucro de bens como mansões e lanchas para os cofres públicos

A pedido do juiz Marcelo Bretas, a 7ª Vara Federal iniciou a avaliação dos bens apreendidos pela operação Lava Jato no Rio de Janeiro. O objetivo de Bretas é reaver o lucro de bens como mansões, lanchas, iates, joias, fazenda e carros a leilão para os cofres públicos. Dentre os presos estão o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e sua esposa, Adriana Ancelmo, os empresários Eike Batista, Fernando Cavendish e Miguel Skin e o ex-secretário de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s