Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de Cabral e Pezão

Objetivo é verificar se crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro foram ou não cometidos antes das eleições de 2010 

O ministro do Superior Tribunal de Justiça Luís Felipe Salomão determinou a quebra do sigilo telefônico de Luiz Fernando Pezão e Sérgio Cabral Filho. Além do governador e do ex-governador, o ex-chefe da Casa Civil Régis Fichtner também foi alvo da decisão. 

+ Filho de Sérgio Cabral recebe a maior honraria do estado na Alerj

O objetivo da medida é verificar se os três cometeram ou não crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no período que antecedeu a campanha de 2010. Naquele ano, Cabral foi reeleito governador do estado – tendo Pezão como seu vice. 

+ Durante eleições de 2014, Pezão negou que tivesse recebido Caixa 2

Há suspeitas de que os políticos tenham recebido cerca de 30 milhões de reais de empresas ligadas à construção do Comperj, em Itaboraí. O dinheiro teria sido usado por Pezão e Cabral na campanha eleitoral de 2010.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s