Memória da cidade

O piano alemão encostado num cantinho de sua última moradia, na Praça Tiradentes, era o maior xodó de Chiquinha Gonzaga, compositora nascida em 1847 e morta em 1935 que agora vai ganhar um site. Cerca de 300 partituras estão sendo digitalizadas, num trabalho dividido pelos músicos Alexandre Dias e Wandrei Braga, com o auxílio de Edinha Diniz, biógrafa da artista. Amiga de grandes chorões e boêmios da noite do Rio Antigo, a pianista desafiou os padrões da época. No ar em outubro, o endereço eletrônico reunirá temas como Corta-jaca e Ó, Abre Alas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s