Enquanto Dalí não vem

A individual do mestre do surrealismo só começa no dia 30, no CCBB, mas a mostra A Inusitada Coleção de Sylvio Perlstein, no MAM, traz como aperitivo exemplares do movimento

Femme-Tiroir (1936)

Este guache sobre papel de Salvador Dalí estampou o catálogo de uma exposição do artista na Galeria Julien Levy, em Nova York, no ano de sua produção. A obra e um exemplar do catálogo integram o acervo da mostra.

Guy Braeckman/divulgaçÃo

Guy Braeckman/divulgaçÃo

Le Masque Vide (1928)

No fim dos anos 20, o belga René Magritte criou dois óleos batizados com este nome. Em um deles, molduras irregulares encerram palavras, como céu e cortina, em francês. Uma versão do trabalho feita com nanquim está em exibição no MAM.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s