“Tem gente que ainda nem sabe meu nome”, diz Cacau Protásio

A Zezé de Avenida Brasil, que foi destaque do último carro do Salgueiro, foi recebida com aplausos e gritos das arquibancadas

Destaque no último carro do Salgueiro, a atriz Cacau Protásio entrou na concentração da Marquês de Sapucaí sob gritos e assédio. Componentes da vermelho e branca não paravam de chamá-la pelo nome de sua personagem em Avenida Brasil. “Amendoim, Zezé, e o refrão da música que a empregada de Carminha cantava (“eu quero ver tu me chamar de amendoim”) foi o que ela mais ouviu durante o percurso de mais de dez minutos que percorreu a pé até chegar na alegoria em que desfilou. “Mesmo após o fim da novela, as pessoas só me chamam de amendoim. Mas nem me importo. Pelo contrário. É uma honra. Até porque ainda não sou tão famosa assim. Tem gente que nem sabe meu nome. Então, é melhor que me chamem de Zezé mesmo”, disse ela, que só havia desfilado pela escola de samba há cerca de 15 anos.

Feliz com o posto de destaque que ganhou no desfile da escola, Cacau diz que não almeja um posto mais nobre, como o de rainha de bateria, por exemplo. “Não faço feio, mas não sambo tanto assim. Além do mais, temos que deixar o lugar para as mais glamurosas”, completou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s