Bope afasta seis PMs por suspeita de ficar com dinheiro do tráfico

Integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais estão sob suspeita de receber propina de 1,8 milhão

Seis policiais militares foram afastados do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), por suspeita de terem ficado com R$ 1,8 milhão apreendido com criminosos durante uma operação promovida nos Morros da Covanca e São José Operário, na Praça Seca, Zona Oeste da cidade, em 21 de junho.

+ PM do Rio cria Facebook “fofo” e evita violência

Na ocasião, a polícia encontrou um acampamento montado na mata e que serviria de base para traficantes. O local estava vazio, mas, segundo uma denúncia, havia R$ 1,8 milhão guardado em tonéis, que teriam sido recolhidos pelos policiais, mas que não foram apresentados na delegacia.

+ Veja os bairros e avenidas que concentram o roubo de celular no Rio

Os seis policiais afastados são os majores Marcelo de Castro Corbage e João Rodrigo Teixeira Sampaio, o capitão Renato Roberto Soares Junior, o cabo Álvaro Luiz Ferreira e os soldados Flávio da Silva Alves e Fábio Vidal Pedro.

De acordo com a nota publicada no boletim interno da PM na última sexta-feira, os seis vão cumprir funções administrativas em outras unidades. O caso está sendo investigado em sigilo. A apuração deve ser concluída em 60 dias.

+ Dom Orani Tempesta sofre assalto à mão armada

O Morro da Covanca é dominado pela facção criminosa Comando Vermelho e, segundo a polícia, abriga o comando financeiro desse grupo. Na última quinta-feira, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão na casa dos seis PMs.

Na segunda-feira (13), o subcorregedor da Polícia Militar, tenente-coronel Márcio César Monteiro, esteve na sede do Ministério Público Estadual e conversou com os promotores que acompanham as investigações.

Os promotores já solicitaram à PM informações do GPS das viaturas que participaram da operação. Também foi pedida lista dos policiais que estiveram na ação no Morro da Covanca. A PM não comentou o caso (com informações Agência Estado).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s