Arte no subterrâneo

O Memorial Getúlio Vargas, no subsolo de praça na Glória, ganha coletiva com trabalhos de Portinari, Niemeyer e Hélio Oiticica

Endereço de programação irregular, desde a inauguração, em 2004, o Memorial Getúlio Vargas nunca chegou a emplacar de fato como opção cultural para os cariocas. É uma pena, pois o espaço escondido no subsolo da Praça Luís de Camões, na Glória, é amplo e bem distribuído. Essa rea­lidade pode mudar a partir de terça (14), com a abertura da coletiva Arte & Política: Enfrentamentos, Combates e Resistências. Trata-se da primeira exposição de obras de arte realizada no local. Com curadoria de Marcus Lontra Costa, o acervo reúne setenta trabalhos que abordam as inevitáveis tensões entre engajamento artístico e autoridade política ao longo de três conturbadas décadas da história do Brasil: 30, 50 e 70. Entre os nomes reunidos estão Candido Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Antonio Dias, Hélio Oiticica, Cildo Meireles, Rubens Gerchman, Carlos Vergara e Oscar Niemeyer ? esse último presente com uma série de desenhos nunca antes exibidos em público.

Memorial Getúlio Vargas. Praça Luís de Camões, s/nº, Glória, ☎ 2245-7577. Terça a sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 1º de julho. A partir de terça (14).

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s