Última chamada: saiba quais são as peças que encerram suas temporadas no domingo (23)

21 fevereiro 2014 | deixe seu comentário (0)

Todo ano é assim: enquanto os tamborins esquentam, a os palcos arrefecem. Como de hábito na semana que antecede o Carnaval, diversos espetáculos encerram a temporada. Confira abaixo quais são as peças que ainda dá para ver até domingo (23):

✪✪ Academia do Coração

Flavio Marinho assina e dirige a comédia, criada a partir de um problema car­díaco que teve há cerca de três anos. A ação se passa numa clínica de medicina esportiva onde a rotina muda com a chegada de um paciente, o jovem Lucas (Arlindo Lopes). Bia Nunnes, Renato Reston, Cristina Pereira, Ernani Moraes e Sandro Christopher completam o elenco, que garante momentos de diversão, apesar do texto frágil (90min). 12 anos. Reestreou em 5/1/2014.

Teatro Maison de France (352 lugares). Avenida Presidente Antônio Carlos, 58, Centro, ☎ 2544-2533. Quinta e sexta, 19h30; sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 60,00 (sex.) e R$ 70,00 (qui., sáb. e dom.). Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). IC. Estac. c/manobr. (R$ 15,00). Até domingo (23).

 

✪✪✪ Azul Resplendor

Na comédia do peruano Eduardo Adrianzén, Eva Wilma, excelente, interpreta Blanca Estela, uma atriz experiente porém amarga, afastada do seu ofício há décadas. Inesperadamente, ela é visitada por Tito Tápia (Renato Borghi, diretor da montagem ao lado de Elcio Nogueira Seixas), colega de profissão e geração, que aparece com um texto de sua autoria e o desejo de tê-la como protagonista. Em que pese um certo esquematismo da trama, a química entre os atores e a atuação da protagonsita valem o ingresso (90min). 14 anos. Estreou em 9/1/2014.

Teatro Sesc Ginástico (513 lugares). Avenida Graça Aranha, 187, Centro, ☎ 2279-4027. → Quarta a domingo, 19h. R$ 30,00 (qua. e qui.) e R$ 40,00 (sex. a dom.). Bilheteria: a partir das 13h (qua. a dom.). Até domingo (23).

 

✪ Callas

Sob direção de Marília Pêra, o drama de Fernando Duarte põe a diva Maria Callas (Silvia Pfeifer) em um encontro com o jornalista e amigo John Adams (personagem fictício vivido por Cássio Reis). O tom demasiadamente expositivo do texto, com projeções reiterativas usadas de forma abusiva, joga contra a montagem. Silvia vive a cantora de forma um tanto mecânica, aquém da dramaticidade da personagem ­real (60min). 12 anos. Estreou em 11/1/2014.

Teatro do Leblon — Sala Fernanda Montenegro (417 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 70,00 (qui. e sex.) e R$ 80,00 (sáb. e dom.). Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 4,00 a cada meia hora). Até domingo (23).

 

Clementina, Cadê Você?

Com texto de Pedro Murad, o musical dramático acompanha a trajetória da cantora Clementina de Jesus, interpretada por Ana Carbatti. Bruno Barreto, Bruno Quixotte, Pedro Miranda, Sergio Kauffmann, Vidal Assis e Wendell Bendelack completam o elenco. Direção de Duda Maia (75min). 12 anos. Reestreou em 31/1/2014.

Teatro João Caetano (1 143 lugares). Praça Tiradentes, s/nº, Centro, ☎ 2332-9257. → Sexta e sábado, 20h; domingo, 19h30. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (sex. a dom.). IC. Até domingo (23).

 

✪✪✪✪ Conselho de Classe

A premiada comédia de Jô Bilac aborda o estado do sistema educacional brasileiro de forma atraente e incisiva, sem ser panfletária. Na história, quatro professoras de uma escola pública (vividas, curiosamente, por atores homens, todos ótimos, Marcelo Olinto, Thierry Trémouroux, Cesar Augusto e Leonardo Netto) se reúnem para debater temas ligados ao colégio. Na ocasião, elas também vão conhecer o jovem substituto da diretora (Paulo Verlings). Direção de Bel Garcia e Susana Ribeiro (60min). 12 anos.

Galpão Gamboa (80 lugares). Rua da Gamboa, 279, Gamboa, ☎ 2516-5929. → Sábado (22), 21h; domingo (23), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.).

 

✪✪✪ Dzi Croquettes em Bandália

Ciro Barcelos, remanescente do grupo que sacudiu o showbiz brasileiro nos anos 70, assina o texto e a direção do musical. A ideia de trazer o Dzi Croquettes para os dias de hoje, em que pese a eventual sensação de anacronismo, é justificada por vigorosos e bem-humorados números musicais, a cargo de oito jovens atores, além de Barcelos e do também Dzi Bayard Tonelli (80min). 16 anos.

Teatro Dulcina (429 lugares). Rua Alcindo Guanabara, 17, Centro, ☎ 2240-4879, ↕ Cinelândia. → Quinta a domingo, 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). Até domingo (23).

 

✪✪✪ Educando Rita

A divertida comédia do inglês Willy Russel é inspirada no clássico Pigmalião, de Bernard Shaw. Na história, a cabeleireira Rita (Marianna Mac Niven), insatisfeita com sua vida profissional e social, matricula-se em um curso de literatura. Lá ela vai conhecer o professor beberrão Frank, papel de Claudio Mendes, também diretor da peça (100min). 18 anos. Estreou em 11/1/2014.

Teatro Café Pequeno (80 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Quinta a sábado, 20h; domingo, 19h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 16h (qui. a dom.). TT. Até domingo (23).

 

Eu, o Romeu e a Julieta

Oitavo espetáculo da Cia das Inutilezas, a comédia romântica assinada e dirigida por Emanuel Aragão é livremente inspirada na obra de Shakespeare. A narrativa é conduzida pelo pequeno Antonio (Antonio Rabello), filho de pais separados que faz de tudo para acreditar que o amor verdadeiro existe. Na história criada por ele, Pedro (Adriano Garib) é um ator que tenta fazer o personagem de Romeu desde que começou a carreira, e Ana (Marina Provenzzano) é uma atriz inexperiente que sonha com o sucesso (120min). 14 anos. Estreou em 5/2/2014.

Espaço Sesc — Mezanino (80 lugares). Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, ☎ 2547-0156. Quarta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (qua. a dom.). Até domingo (23).

 

✪✪ Fábrica de Chocolate

Em 1975, agentes da ditadura brasileira torturam um sujeito até a morte. Para esconder o crime, forja-se uma situação em que a vítima parece ter se enforcado. Decalcado da história real do jornalista Vladimir Herzog, o drama de Mario Prata carrega consigo a força do episódio, mas não esconde certo esquematismo dos personagens. Direção de Luizapa Furlanetto (70min). 14 anos. Reestreou em 16/1/2014.

Teatro Glauce Rocha (202 lugares). Avenida Rio Branco, 179, Centro, ☎ 2220-0259. Quinta a domingo, 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). Até domingo (23).

 

✪✪✪✪ Irmãos de Sangue

O drama da Dos à Deux tem dramaturgia, cenário, coreografia e direção dos criadores da companhia, André Curti e Artur Ribeiro. Eles próprios se unem à francesa Cécile Givernet e ao argentino Matías Chebel para contar, no palco, a história de uma mãe e seus três filhos, apresentada aqui de forma poética e vi­sualmente deslumbrante — sem uma linha de diálogo e usando técnicas de teatro gestual, especialidade da trupe (85min). 14 anos. Estreou em 8/1/2014.

Centro Cultural Banco do Brasil — Teatro I (172 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a sábado, 19h; domingo, 16h e 19h. R$ 10,00. Bilheteria: a partir das 9h (qua. a dom.). Até domingo (23).

 

✪✪✪ Jim

O musical de Walter Daguerre, com direção de Paulo de Moraes, joga luz sobre um homem, vivido por Eriberto Leão, que teve sua vida pautada pelas ideias de Jim Morrison, vocalista do The Doors. A dramaturgia ousada é embalada por canções da banda, executadas por três músicos e cantadas por um Leão que parece incorporar Morrison. Renata Guida completa o elenco (60min). 16 anos. Reestreou em 2/1/2014.

Teatro do Leblon — Sala Tônia Carrero (200 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 70,00 a R$ 90,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 4,00 a cada meia hora). Até domingo (23).

 

✪✪✪ O Pastor

Neste exemplar de teatro documental, o texto de Daniel Porto reproduz um culto de uma igreja evangélica, causando um interessante estranhamento que só reforça os aspectos grotescos da situação. O pastor Antônio (Alexandre Lino, ótimo) divide a cena com uma obreira (Kátia Camello, responsável pela maioria dos risos da plateia) e um fiel (Cesario Candhí). Direção de Carina Casuscelli (60min). 12 anos. Reestreou em 31/1/2014.

Solar de Botafogo — Espaço 2 (30 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, ☎ 2543-5411. Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). IC. Até domingo (23).

 

✪✪✪✪ Simplesmente Eu, Clarice Lispector

Com entrega digna de aplausos, Beth Goulart vive a própria Clarice Lispector neste delicado monólogo dramático. O texto assinado pela atriz intercala falas da escritora com as de quatro personagens de obras suas. Direção de Beth Goulart, com supervisão de Amir Had­dad (60min). 12 anos. Reestreou em 7/1/2014.

Teatro do Leblon — Sala Fernanda Montenegro (417 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Terça e quarta, 21h. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 15h (ter. e qua.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 4,00 a cada meia hora). Até quarta (19).

 

✪✪✪✪ Sonhos de um Sedutor

Na divertida montagem brasileira da comédia de Woody Allen, George Sauma vive, com brilho, o inseguro crítico de cinema Allan Felix. Deixado por sua esposa Nancy (Geor­giana Góes), ele é visitado pelo casal de amigos Dick (Heitor Martinez) e Linda (Luana Piovani). Os dois tentam apresentá-lo a novas garotas, mas Allan se apaixona pela namorada do amigo. Direção de Ernesto Piccolo (75min). Livre. Reestreou em 16/1/2014.

Teatro Ipanema (222 lugares). Rua Prudente de Morais, 824, Ipanema, ☎ 2267-3750. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). Até domingo (23).

Tags: | | | | | | | | | | | | | Publicado em: Últimas

Confira cenas de Irmãos de Sangue, novo espetáculo da Cia. Dos à Deux

03 janeiro 2014 | deixe seu comentário (0)


Criada em 1997 pelos atores Artur Ribeiro e André Curti, a Cia. Dos à Deux vem investindo, desde a sua fundação, em um intenso trabalho de exploração das possibilidades do teatro gestual. O mais novo resultado dessa pesquisa é o drama Irmãos de Sangue, que a trupe, baseada em Paris estreia no Rio na próxima quarta (8), no CCBB. Apresentado pela primeira vez na edição 2013 do renomado Festival de Avignon (onde mereceu elogios de público e crítica), o espetáculo tem dramaturgia, cenário, coreografia e direção de Ribeiro e Curti. Ambos se juntam aos atores Cécile Givernet, francesa, e Matías Chebel, argentino, para contar a história de uma mãe e seus três filhos. “Um dos principais desafios no processo de criação de Irmãos de Sangue foi tirar o personagem da estilização, encontrar um caminho para fazer o pseudo-realismo sem cair no naturalismo. O tempo inteiro os personagens estão à beira do abismo. Além disso, manipulamos tudo em cena. A cenografia se torna um personagem dentro do espetáculo”, diz Ribeiro.

Clique no link abaixo para conferir trechos da montagem:

Irmãos de Sangue, da Cia. Dos à Deux

Tags: | | | Publicado em: Últimas