Constelação carioca

Com poucas surpresas, a exemplo da estreia do Laguiole no rol de estrelados, Guia Michelin lança nova edição no Brasil

O chef Felipe Bronze e esposa, a sommelière Ceclia Aldaz: Oro de volta ao time (Ale Virgilio/Divulgação)

Uma cerimônia na última segunda (8), no Hotel Unique, em São Paulo, marcou o lançamento da edição regional Rio de Janeiro & São Paulo 2017 do Guia Michelin, que distribuiu dezenove estrelas nas duas cidades. Apesar das mudanças nos nomes, a constelação carioca se mantém com seis delas. Isso porque a perda de Roberta Sudbrack e Le Pré Catelan na lista, ambos fechados, foi compensada pela volta do Oro – a casa do chef Felipe Bronze ficou fora da edição 2016, quando esteve fechada – e a estreia do Laguiole, a grande surpresa.

A casa contemporânea do restaurateur Marcelo Torres entra para o olimpo do guia francês sem seu chef. Comandante da cozinha do Museu de Arte Moderna por quase três anos, Elia Schramm, de 34 anos, deixou o posto em março após um acordo com o patrão. “Entendemos que o tempo dele em nossa empresa havia passado. Ele tinha projetos próprios e dali pra frente nossa parceria não renderia muito mais”, explica Torres, que procura um substituto para o mestre-cuca. “Não trabalho pensando em prêmio, mas em qualidade. No serviço, no ambiente e na comida. Mas gostei do resultado, claro. O Laguiole é uma Ferrari que muda seu piloto de tempos em tempos”, completa. Schramm comemorou à distância: “Fico muito feliz, me dá uma sensação de dever cumprido, mas não esperava”. Nenhum representante da casa subiu ao palco para receber as honras.

Criação de Elia Schramm para o Laguiole: novo estrelado (Sabrina Vasconcelos/Divulgação)

Completam o time de estrelados Eleven Rio, Lasai, Mee e Olympe, que, para o alívio de seus chefs, mantiveram estrelas conquistadas em edições anteriores. O D.O.M., casa paulistana de Alex Atala, continua sendo o único brasileiro com duas estrelas – a cotação máxima são três. A capital paulista possui outros doze estrelados, incluindo o novato Picchi. Durante a festa, chefs renomados como Atala, além de Rafa Costa e Silva (Lasai), Thomas Troisgros (Olympe) e Rodrigo Oliveira (Mocotó), puseram a mão na massa e cozinharam para os convidados.

Mão na massa: Thomas Troisgros, do Olympe, foi um dos chefs estrelados que cozinharam para os convidados (Ale Virgilio/Divulgação)

Além de distribuir estrelas, o Michelin destaca endereços com boa relação entre qualidade e preço, os chamados Bib Gourmand. O guia francês identifica apenas dez com esta característica no Rio, entre eles o estreante Bottega del Vino. Outra surpresa: restaurante-assinatura do chef Pedro de Artagão, o Irajá Gastrô, limado das edições anteriores, foi finalmente citado na publicação, mas sem receber estrelas.

Publicado pela primeira vez em 1900, o Guia Michlin se tornou uma espécie de bíblia para os amantes da boa mesa; e suas estrelas, motivo de euforia e desgraça para chefs. A marca se espalhou mundo afora, mas dificilmente alcança a mesma força que tem na França e em outras partes da Europa. Nos últimos tempos, vem disputando relevância com prêmios internacionais contemporâneas, a exemplo do 50 Best Restaurants, da revista britânica Restaurant, e com publicações regionais mais influentes em suas áreas de atuação.

A LISTA COMPLETA

DUAS ESTRELAS

São Paulo 

D.O.M. (Alex Atala)

UMA ESTRELA

Rio de Janeiro 

Eleven Rio (Joachim Koerper)

Laguiole (Cláudio Roberto Monteiro) – nova entrada

Lasai (Rafael Costa e Silva)

Mee (Kazuo Harada)

Olympe (Claude Troisgros, Thomas Troisgros)

Oro (Felipe Bronze) – nova entrada

São Paulo 

Dalva e Dito (Alex Atala e Elton Júnior)

Esquina Mocotó (Rodrigo Oliveira)

Fasano (Luca Gozzani)

Huto (Fábio Honda)

Jun Sakamoto (Jun Sakamoto)

Kan Suke (Egashira Keisuke)

Kinoshita (Tsuyoshi Murakami)

Kosushi (George Koshoji)

Maní (Helena Rizzo)

Picchi (Pier Paolo Picchi) – nova entrada

Tête à Tête (Gabriel Matteuzzi e Guilherme Vinha)

Tuju (Ivan Ralston)

BIB GOURMAND

Rio de Janeiro 

Artigiano

Bottega del Vino – nova entrada

Entretapas

Gurumê

Lima Restobar

Miam Miam

Oui Oui

Pomodorino

Restô Rio

Riso Bistrô

São Paulo 

Antonietta Empório

Arturito

Le Bife

Bistrot de Paris – nova entrada

Bona

Brasserie Victória

A Casa do Porco – nova entrada

Casa Santo Antônio

Ecully

Jiquitaia

Manioca

Mimo

Miya

Mocotó

Niaya – nova entrada

La Peruana Cevichería – nova entrada

Petí Gastronomia

Più – nova entrada

Tanit – nova entrada

Tartar & Co

TonTon – nova entrada

Tordesilhas

Zena Caffè

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s